Uma tradição reavivada

10 de Janeiro de 1990. Fazendo relembrar uma tradição que existira há décadas (de confrontos internacionais por época do Natal e do Ano Novo), Sporting e Benfica organizaram o interessante Torneio Philips Cidade de Lisboa com a presença das duas grandes equipas holandesas do Ajax e do PSV Eindhoven.

Na 1ª partida, no Estádio da Luz, o Sporting, já treinado por Raul Águas, venceu categoricamente o Benfica por 2-0 com bis de Paulinho Cascavel (que voltava aos jogos após longa ausência no banco).

A final realizou-se entre Sporting e Ajax. A equipa de Leo Beenhaaker derrotara a de Guus Hiddink por 2-1. A partida disputou-se em Alvalade e a grande novidade foi a presença do regressado Silas na equipa leonina, que alinhou com: Ivkovic; João Luís, Miguel, Venâncio e Leal; Ali Hassan; Marinho, Silas, Carlos Xavier e Cadete; Gomes (Filipe).

O Sporting abriu o ativo aos 26 minutos por Cadete. Após uma recuperação do esférico do meio-campo leonino, Carlos Xavier lançou muito bem Cadete, que se conseguiu isolar, simulou frente a Menzo e bateu-o com categoria. No último minuto os leões confirmaram o triunfo com um tento de Silas, que ganhou no choque a Larsson e à saída de Menzo o bateu com um hábil chapéu.

Esta foi uma vitória importante para a moral dos sportinguistas, algo abatida pelo abaixamento de forma no Campeonato Nacional. Com Ali Hassan a pautar o meio campo defensivo e Silas o ofensivo, o Sporting realizou uma exibição de bom nível. No final, o capitão Carlos Xavier afirmou: “Sinto-me satisfeito com esta vitória num torneio em que participaram grandes nomes do futebol europeu. Nesta final vencemos uma grande equipa, fruto da nossa entrega”.

Na foto, de cima para baixo e da esquerda para a direita: Paulinho Cascavel, Venâncio, Leal, Lima, Miguel, Filipe e Ivkovic; Marinho, João Luís, Carlos Xavier, Cadete, Ali Hassan e Silas.

vídeo vs. SLB

Post to Twitter

Deixe o seu comentário