Quim Berto – Lateral polivalente e bom marcador de livres-diretos

Joaquim Alberto Ferreira Machado (conhecido no mundo do futebol por Quim Berto) nasceu a 9 de Outubro de 1971 em Guimarães. Iniciou-se como senior no Benfica de Castelo Branco em 1990, mas rapidamente deu o “salto” para o Vitória de Guimarães. Defesa-lateral muito polivalente, que jogava em qualquer dos flancos, dava também nas vistas por marcar muito bem livres-diretos.

No defeso de 1997 foi contratado pelo Sporting. Estreou-se oficialmente (com o treinador Octávio Machado) a 23 de Agosto num Sp. Farense-Sporting (0-0) da 1ª jornada do Campeonato Nacional. Nessa 1ª temporada foi “dono” da lateral-direita a ponto de ser a par de Marco Aurélio (com 40 jogos) o mais utilizado da equipa. Ainda assim o seu desempenho não foi brilhante. Vinha, por exemplo, rotulado de excelente marcador de livres, mas nem um só golo marcou…

Regressou então por empréstimo a Guimarães, mas em Janeiro voltou, e mereceu por 9 vezes a confiança de Mirko Jozic (como defesa-esquerdo). Apontou 3 golos, o 1º dos quais a 20 de Março de 1999 num triunfo por 3-1 no Funchal frente ao Marítimo.

Em 1999/2000 fez parte do grupo que levou o Sporting a reconquistar o Campeonato Nacional 18 anos depois, mas a verdade é que não jogou muito (apenas 6 presenças e 1 golo – o seu último pelo Sporting, e que valeu o triunfo em Canelas Gaia para os 1/32 final da Taça de Portugal) constituindo a 3ª opção de Augusto Inácio para defesa-direito (depois de César Prates e Saber).

2000/01 foi a sua última época de verde e branco. Como alternativa ao titularíssimo César Prates, jogou em 9 ocasiões, a última das quais a 17 de Fevereiro de 2001 numa derrota em Alverca para o Campeonato por 3-1.

Assim, jogou um total de 4 temporadas no Sporting (entre 1997/98 e 2000/01). Fez 64 jogos oficiais e marcou 4 golos. Ganhou 1 Campeonato Nacional e uma Supertaça.

Dispensado de Alvalade surpreendeu a sua contratação pelo Benfica, mas não se conseguiu impor na Luz. Depois jogou no Varzim onde, aí sim, deixou a sua marca durante 3 bons anos. Mais tarde alinhou uma época no Estrela da Amadora, outra no Santa Clara, para terminar a carreira em 2010 após 4 temporadas notáveis no FC Vizela.

Depois, como muitos ex-futebolistas, enveredou pela carreira de treinador.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário