O 1º plantel do Futebol sportinguista

Novembro de 1907. Apesar da concorrência quase insuperável do Carcavelos, o Sporting entrou na 1ª prova futebolística oficial da sua História (o Campeonato Regional de Lisboa de 1907/08) com legítimas ambições a uma boa prestação. Na base das ilusões estava um conjunto muito reforçado, formado por alguns dos melhores jogadores lisboetas da altura.

Assim, como guarda-redes, os leões contavam com Emílio de Carvalho (nesta altura esta posição no terreno não era considerada importante. Normalmente, quem não tinha “jeito” para jogar à frente era “empurrado” para a baliza…).

A defesa tinha Daniel Queirós dos Santos (vindo do Sport Lisboa, que ajudara a fundar – chegaria a presidente do Sporting), António Bentes, George Taylor e José Bello (um homem de grande postura e credibilidade, que à ultima hora trocara o CIF pelos leões).

Para o meio-campo o Sporting contava com Albano dos Santos (um ex-Sport Lisboa, muito aguerrido, por vezes até demais!), António Couto (também ex-Sport Lisboa, jogador que fazia duma grande disponibilidade física o seu principal trunfo, e que foi dos melhores futebolistas do seu tempo – para além de artista – co-autor da estátua do Marquês de Pombal, um dos ex-libris lisboetas) e Fritz (ou Júlio Nóbrega de Lima, que era chamado por aquele nome por ter a aparência dum alemão e que praticava várias modalidades).

No ataque os leões possuiam mais quatro ex-Sport Lisboa: os irmãos Catatau (António e Cândido Rosa Rodrigues), José da Cruz Viegas e Henrique Costa, para além de Charles Etur (o capitão), James Eagleson, Guilherme Shirley, Carlos Shirley, João Bentes (viria a ganhar grande destaque) e Jacob Eagleson.

Com este conjunto de jogadores, o Sporting era visto como tendo a melhor equipa portuguesa (o Carcavelos era chamado “inglês” por apenas possuir futebolistas daquela nacionalidade).

Os leões não contrariaram as expetativas e acabaram por se classificar em 2º lugar no seu primeiro Regional, apenas superados pelo já referido Carcavelos.

Foto: Em cima – Albano dos Santos, Henrique Costa, Charles Etur, Emílio de Carvalho, Viegas, José Bello, António Bentes e António Couto; Em baixo – António Rosa Rodrigues, Daniel Queirós dos Santos, Cândido Rosa Rodrigues, Fritz e Carlos Shirley.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário