2013 – Em Tavira, frente ao Porto, 14ª Taça de Portugal para o Andebol

2 de junho de 2013. Depois de ter vencido no dia anterior o Benfica por uns claros 29-22, a equipa de Andebol do Sporting disputou neste dia a final da Taça de Portugal (em Tavira) com os penta-Campeões Nacionais – FC Porto

O Sporting entrou muito bem no encontro e aos 10 minutos, já vencia por uma margem de 3 golos (7-4). O FC Porto teve então depois um bom período a ponto de conseguir empatar a partida, mas o Sporting saiu para o intervalo a vencer pela margem mínima – 13-12.

Na 2ª parte, assistiu-se a um encontro com constante alternância no marcador e muita emoção. Rui Silva foi o leão mais eficaz, distribuindo jogo com grande categoria e mostrando um grande pragmatismo na hora de rematar à baliza contrária.

O desfecho da partida permaneceu incerto até que, na última posse de bola (com 25-25), o Sporting falhou a hipótese de acabar com o jogo e houve lugar a um prolongamento.

No período extra o Sporting esteve muito bem num pavilhão que fervilhava de emoção, e acabou por conseguir uma fantástica vitória por 30-28.

Foi a 14ª Taça de Portugal de Andebol conquistada pelos leões, que alinharam com: Hugo Figueira, Pedro Portela (2), Novica Rudovic (2), Bruno Moreira (3), Frankis Carol (1), Rui Silva (10), Pedro Solha (6), Ricardo Dias (2), João Antunes, João Pinto (1), Fábio Magalhães (3), Nuno Silva, Ricardo Correia e Daniel Muresan.

No final o treinador Frederico Santos estava obviamente satisfeito: “Hoje vamos festejar. Foi um jogo muito difícil e cheio de emoção, muito em função da variação do resultado. Muitos parabéns aos meus jogadores”.

Também o capitão Ricardo Dias estava contentíssimo: “É uma sensação fantástica. Em 2 anos vencer duas Taças consecutivas acaba por mostrar que, coletivamente, esta equipa é muito forte. Infelizmente fizemos um início de Campeonato menos bem conseguido, mas, feitas as contas, somos os justos vencedores. Merecemos!”

nota: Texto feito com base em www.sporting.pt

Post to Twitter

Deixe o seu comentário