Carlos Lopes

Carlos Alberto de Sousa Lopes nasceu a  18 de Fevereiro de 1947 em Vildemoinhos, São Salvador – Viseu. Nos tempos de meninice queria ser jogador de futebol, mas como tal não foi possível, acabou por enveredar pelo Atletismo. Iniciou-se no Lusitano Futebol Clube onde brilhou no escalão de juniores e despertou a atenção do Sporting onde ingressou em 1967. O clube arranjou-lhe emprego e os treinos não eram muitos por falta de tempo. Depois de trabalhar numa oficina e no “Diário Popular”, passou para um banco, onde começou a ter condições para se preparar mais adequadamente.

Em Julho de 1968 conquistou o seu 1º título nacional, nos 5.000 metros dos Campeonatos Nacionais individuais e a partir daí foi um sem-número de conquistas e vitórias a nível nacional e internacional, na pista, no crosse e na estrada.

A 28 de Fevereiro de 1976 foi Campeão do Mundo de Crosse em Chepstown, naquela que foi a 1ª medalha em competições de nível planetário arrebatadas por um atleta português. Nesse mesmo ano foi o 1º português a baixar dos 28 minutos nos 10.000 metros, com 27m45,8s obtidos em Munique. Nos Jogos Olímpicos de Montreal ganhou a medalha de prata nos 10.000 metros, alcançando novo máximo nacional com 27m45,17s. Em 1981 foi medalha de ouro nos 10.000 metros na Taça da Europa realizada em Varsóvia.

Em Junho de 1982, em Oslo, bateu o recorde da Europa dos 10.000 metros (27m24,39s), tirando-o a Fernando Mamede (que o recuperou cerca de 1 mês depois) e triunfou na S. Silvestre de S. Paulo. Em 1983 começou a brilhar na Maratona ao conseguir novo recorde europeu com 2h08m39s. No ano seguinte foi pela 2ª vez campeão mundial de Crosse, atingindo depois o ponto mais alto da sua extraordinária carreira ao vencer a Maratona dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, numa altura em que já contava 37 anos! Triunfou também, pela 2ª vez, na S. Silvestre de S. Paulo. Em 1985 ainda foi a tempo de vencer pela 3ª vez o Campeonato do Mundo de Crosse, para menos de 1 mês depois alcançar novo máximo mundial na Maratona, em Roterdão, com 2h07m11s.

Para além de todos estes triunfos internacionais, Carlos Lopes ajudou o Sporting a vencer 7 Taças dos Campeões Europeus de Crosse (obtendo 3 triunfos individuais) e inúmeros títulos nacionais e regionais de pista.

Lopes foi ainda 10 vezes Campeão Nacional de Crosse, duas vezes Campeão de Portugal dos 5.000 metros e 3 vezes Campeão de Portugal de 4X1.500 metros.

Foi galardoado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante e com o Colar de Mérito Desportivo.

Atualmente continua a espalhar o seu sportinguismo pelos mais diversos locais como uma das grandes “bandeiras” da História do clube que é e para sempre será. Para além disso é Diretor do Atletismo do Sporting.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário