Rui Silva – Um campeoníssimo nas pistas e no crosse

Rui Manuel Monteiro da Silva nasceu a 3 de Agosto de 1977 em Santarém. Com 16 anos estreou-se no Atletismo representando o Estrela Ouriquense, sagrando-se logo campeão nacional de juvenis de Crosse. Depois de acumular vitórias, transferiu-se em 1997 para o Sporting. Nessa 1ª época, sob a orientação de Bernardo Manuel (que se manteve por muitos e bons anos), contribuiu para as vitórias coletivas leoninas no Grande Prémio do Natal (com um 2º lugar) e na 62ª estafeta Cascais-Lisboa, que os verde e brancos arrebataram pela 42ª vez (!).

Na época seguinte (1998) “explodiu” verdadeiramente ao triunfar na Taça da Europa e no Campeonato da Europa (pista coberta) nos 1.500 metros e na Taça Ibérica dos 3.000 metros. Foi também campeão de Portugal pela 1ª vez, nos 1.500 metros em pista coberta. Para além disso foi 2º na Taça do Mundo e nos Europeus de Budapeste nos 1.500 metros. Até hoje, Rui Silva nunca mais parou, tornando-se um dos melhores atletas da nossa História.

A nível internacional foi uma vez campeão do Mundo (2001) e duas campeão da Europa (1998 e 2002) dos 1.500 metros em pista coberta. Venceu por duas vezes a Taça da Europa dos 1.500 e por outras tantas a dos 3.000 metros. Foi campeão da Europa de sub-23 nos 1.500 (1999) e triunfou na Taça Ibérica dos 3.000 metros (1998).

Para além disso conseguiu outras medalhas de grande impacto, com destaque para o 3º lugar nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004) nos 1.500 metros. Conquistou ainda mais 7 medalhas em grandes provas internacionais – 2º nos Europeus de Budapeste nos 1.500 (1998), 2º na Taça do Mundo de Joanesburgo nos 1.500 (1998), 2º nos Europeus de pista coberta em Gent nos 3.000 (2000), 3º nos Europeus de Munique nos 1.500 (2002), 2º nos Mundiais de pista coberta em Budapeste nos 3.000 (2004), 3º nos Mundiais de Helsinquia nos 1.500 (2005) e 3º nos Europeus de Crosse de Toro (2007).

A nível nacional foi 9 vezes campeão nacional de Crosse curto, 5 vezes campeão de Portugal dos 800 metros, duas vezes campeão de Portugal dos 800 metros em pista coberta, duas vezes campeão de Portugal dos 1.500 metros, 3 vezes campeão de Portugal dos 1.500 metros em pista coberta, uma vez campeão de Portugal dos 3.000 metros em pista coberta e uma vez campeão de Portugal dos 5.000 metros.

Bateu recordes nacionais nos 800, 1.000, 1.500, milha, 2.000 e 3.000 metros tanto ao ar livre como em pista coberta! A nível coletivo, destaca-se o seu importante contributo para a Taça dos Campeões Europeus de pista conquistada pela equipa do Sporting em 2000, para além de ter ajudado os leões a conquistarem inúmeros títulos nacionais e taças de Portugal em pista e pista coberta.

Foi Prémio Stromp por 5 vezes (2003, 2004, 2005, 2008 e 2009).

No início de Novembro de 2016, já com 39 anos, foi contratado com alguma surpresa pelo Benfica numa altura em que acumulava as funções de atleta e treinador.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário