Adília Silvério – Um verdadeiro fenómeno nos lançamentos

Adília Maria Alves Silvério Borges nasceu a 20 de Julho de 1949 em Mafra. Foi uma das melhores atletas que alguma vez passou pelo Sporting. Até surgir Teresa Machado, nunca os leões contaram com uma lançadora que tantos títulos vencesse e tanta glória desse ao clube.

O seu percurso vencedor em Alvalade começou nos Regionais femininos realizados em Junho de 1967. Aí arrebatou as vitórias nos lançamentos do dardo, disco e peso, dando indicações de que se poderia vir a tornar um caso sério no panorama do Atletismo nacional.

Cerca de 1 mês depois contribuiu decisivamente para que as leoas se sagrassem Campeãs Nacionais pela 9ª vez consecutiva, ao triunfar no disco (37m50cm) e no peso (10m48cm). A partir daí não parou de colecionar títulos.

No que diz respeito a recordes, será de destacar o ibérico do lançamento do peso em Abril de 1972, com 14m69cm (no Torneio de Abertura), feito que repetiu um mês depois nos Regionais, agora com 14m93cm. Em Janeiro de 1975 fez 15m12cm no lançamento do peso em pista coberta (alcançando novo máximo ibérico) para 2 meses depois bater o recorde nacional do lançamento do disco com 44m38cm. 2 anos mais tarde repetiu a façanha, agora com 46m42cm.

Esteve no Sporting até 1980/81, conseguindo um impressionante palmarés individual de 13 títulos nacionais no lançamento do disco, 14 no peso e 1 no dardo. No plano coletivo contribuiu para 13 títulos nacionais das leoas. Para além disso conquistou inúmeros títulos regionais a nível individual e coletivo.

Em finais de 1981, convulsões na equipa verde e branca fizeram-na sair para o Benfica, mas a recordação da mítica campeã Adília Silvério ficou para sempre em Alvalade.

Na época seguinte o Sporting não apresentou equipa no nacional feminino (iniciando um jejum que se prolongaria por 5 anos), isto numa altura em que era tri-campeão nacional e ganhara 21 dos últimos 23 campeonatos. Elucidativo!

Post to Twitter

Deixe o seu comentário