2014 – 15ª Taça de Portugal para o Andebol com vitória sobre o ABC

13 de Abril de 2014. O Sporting voltou nesse domingo a festejar a conquista da Taça de Portugal, depois de dominar a final diante do ABC, na Maia (Pavilhão de Águas Santas). 34-29 foi o resultado final que deu aos leões a 3ª conquista consecutiva na prova (15ª no total).

A 1ª parte foi extremamente emotiva, com os 2 guarda-redes, nos 2 primeiros minutos, a manterem as balizas invioladas. Ainda assim o Sporting entrou melhor (perante grande réplica dos minhotos), realizando uma exibição muito segura, quer em termos defensivos quer atacantes.

O ABC, também com uma boa prestação, nunca conseguiu estar em vantagem, embora o marcador se tenha mantido muito equilibrado até ao minuto 18, altura em que o Sporting alcançou uma vantagem de 3 golos. A equipa bracarense respondeu e, numa altura em que os leões estiveram menos bem na finalização, conseguiu chegar ao empate (13-13) quando faltava pouco mais do que 1 minuto para o intervalo. Frankis Carol, em cima do apito para o final do 1º tempo, fechou a contagem em 14-13.

Na etapa complementar o Sporting entrou melhor e voltou a uma vantagem confortável de 4 golos (19-15). Os comandados de Frederico Santos moralizaram-se e não deram mais hipótese de recuperação ao ABC. O Sporting soube então gerir muito bem a vantagem e terminou como natural vencedor.

Na hora da verdade os leões estiveram mais certeiros. Pedro Portela, então, esteve com a mão realmente quente, ao responsabilizar-se por 12 golos, tendo sido bem secundado por Frankis Marzo, com 8.

No lado dos minhotos David Tavares foi o mais inconformado, com 8 golos, mas os tiros certeiros do ponta-direita reveleram-se insuficientes para impedir a 15.ª Taça de Portugal no currículo do Sporting.

Destaque também para os sportinguistas que nestes 2 dias (na véspera disputara-se a meia-final perante o Benfica) estiveram no pavilhão do Águas Santas a apoiar incessantemente o Sporting. O contributo foi decisivo para esta grande vitória.

De realçar que, num percurso verdadeiramente imaculado na competição, o Sporting já afastara o FC Porto (25-23) nos quartos-de-final e o Benfica no 1º jogo desta “final-four” (23-22).

Orientado por Frederico Santos, o Sporting alinhou nesta grande final frente ao ABC com: Ricardo Candeias (gr)  e Luís Oliveira(gr);  Pedro Portela (12), Bruno Moreira (2), Frankis Carol (8), Rui Silva (4), Pedro Solha (5), Fábio Magalhães (2), Ricardo Dias (1), João Antunes, Sérgio Barros, João Ligeiro e  Nuno Gonçalves.

O técnico “leonino”, no momento da vitória, dedicou o troféu a todos os sportinguistas pelo apoio que têm dado à equipa: “Esta Taça é fruto do trabalho que desenvolvemos ao longo da época. Estamos muito orgulhosos por ter dado mais um troféu aos sportinguistas. Dedico este triunfo aos atletas e aos sportinguistas que nos têm apoiado muito. Este é um prémio mais do que merecido, merecíamos vencer esta Taça (…) Foi um jogo muito complicado. Jogámos melhor na 2ª parte, na qual conseguimos uma margem que nos permitiu gerir melhor o jogo. Hoje provámos mais uma vez que somos uma equipa muito forte”.
Já o técnico do ABC, Carlos Resende, reconheceu a justiça da vitória leonina: “Hoje não fizemos uma boa partida, nomeadamente no que diz respeito à defesa, onde fomos demasiado permissivos. O Sporting esteve melhor e foi um justo vencedor”.

Se a eficácia ofensiva do Sporting foi o grande segredo do triunfo diante do ABC, Pedro Portela acabou por ser a grande prova dessa mesma eficácia. Marcou 12 golos em 16 remates, mas, no final da partida, preferiu salientar a exibição do coletivo: “Tenho consciência da ajuda que dei, mas o importante foi mesmo a forma como defendemos e como encarámos este jogo. Correu tudo muito bem, fomos sempre aguerridos e mostramos que estávamos bem preparados para este desafio”, Agora há que apontar baterias para o campeonato: “Esse é o nosso principal objetivo, nunca o escondemos. Ganhar 3 Taças seguidas é um grande feito e um grande orgulho para todos nós. O Sporting joga sempre para vencer e agora vamos dar tudo o que temos para acrescentar a este título o Campeonato.”

Post to Twitter

Deixe o seu comentário