Exibição extraordinária na Luz com Liedson a resolver

28 de Janeiro de 2006. O Sporting realizou uma das melhores exibições de sempre (tal foi a evidente superioridade na “casa” do velho rival), alcançando uma vitória fantástica no Estádio da Luz perante o Benfica. Os leões distavam 9 pontos do FC Porto e 6 dos encarnados, pelo que era imperioso vencer. A turma de Paulo Bento impôs o seu futebol (com exceção do primeiro quarto-de-hora) realizando uma prestação notável e que mesmo os mais otimistas talvez não esperassem.

A equipa: Ricardo; Abel, Tonel, Anderson Polga e Caneira; Custódio; Carlos Martins (Nani), Sá Pinto (Miguel Garcia) e João Moutinho; Deivid (João Alves) e Liedson.

Petit e Manduca, com remates de longe, pareciam querer lançar o Benfica para a vitória, mas após um período de alguma precipitação, que durou 15 minutos, os sportinguistas ganharam claramente o meio-campo e começaram a criar grandes dificuldades ao rival. Entretanto surgiu a chuva, que não arrefeceu o ímpeto leonino, o mesmo acontecendo com o golo inaugural da partida, apontado por Simão de penalty aos 28 minutos a punir uma mão de Custódio.

Com Carlos Martins em grande plano (magnífica 1ª parte) os leões lançaram-se para cima do adversário e criaram várias oportunidades, como uma “bomba” de Martins ao poste, um falhanço de Deivid após excelente assistência do mesmo Martins, para além dum remate “venenoso” de Sá Pinto respondido por uma magnífica defesa de Moretto.

Para a 2ª parte o Sporting entrou no mesmo ritmo e, finalmente, chegou ao empate aos 64 minutos por Sá Pinto de penalty. Veio então ao de cima a superioridade leonina também no marcador, com um magnífico lance de Liedson que fez “gato sapato” da defensiva contrária e operou a reviravolta ao minuto 73. Após excelente passe de Sá Pinto, em jogada de puro contra-ataque, Liedson (exibição colossal) mostrou toda a sua velocidade e “matou” a partida aos 83 minutos.

Após um triunfo categórico por 3-1, as palavras de Paulo Bento no final foram lapidares: “Mostrámos que podemos ser uma grande equipa”. O presidente Filipe Soares Franco dedicou a vitória a todos os sportinguistas.

Numa partida em que não podia falhar o Sporting deu uma resposta cabal, e voltou a confiança à equipa.

video

Post to Twitter

Deixe o seu comentário