Muito futebol ofensivo frente ao Maribor

25 de Novembro de 2014. Jogo (287º na Europa) importantíssimo em Alvalade para o eventual apuramento do Sporting para a fase seguinte da Liga dos Campeões. Perante mais de 32.000 pessoas alinhou a seguinte equipa (sob o comando de Marco Silva): Rui Patrício; Cédric, Paulo Oliveira, Maurício e Jefferson; William Carvalho, João Mário (André Martins 82) e Adrien; Carlos Mané (André Carrillo 66), Slimani (Fredy Montero 75) e Nani.

O Sporting entrou fortíssimo. Logo aos 2 minutos arrancada impressionante de Nani que abriu na direita em Mané. Em boa posição o jovem extremo teve “medo” de rematar e acabou por centrar sem conta… Logo a seguir Jefferson rompeu pela área eslovena dentro e foi claramente carregado mas o árbitro escocês (Craig Thomson) nada assinalou.

Aos 9 minutos aconteceu o inevitável. Excelente lance de Jefferson pela esquerda e centro magnífico a fugir do guarda-redes para Mané emendar da melhor forma – estava feito o 1-0.

O Sporting entrou então numa fase de maior controlo. Aos 18 minutos remate forte de Cédric e boa defesa do guardião visitante. Aos 22 mais um bom cruzamento de Jefferson, entrada de Slimani e a bola a sobrar para Mané que atira na barra – o lance foi anulado – mal – por carga (inexistente) do egípcio sobre o guarda-redes. Aos 35 minutos lance de insistência de Nani, que depois de sentar vários adversários fez um golo monumental – era o 2-0.

Os leões continuaram a dominar e pressionar, mas num lance rápido aos 41 minutos o Maribor reduziu quando Jefferson atirou para a própria baliza numa situação absolutamente escusada…

Depois de cerca de 1 hora de intervalo por problemas na iluminação, os primeiros minutos  da 2ª parte foram algo estranhos, com um Sporting apático e que pareceu afetado pelo descanso tão longo.

Aos 65 minutos João Mário recuperou uma bola no meio-campo ofensivo, correu pela direita, cruzou por alto, Nani tocou de cabeça e Slimani “estourou” de pé esquerdo concretizando o 3-1 e fazendo regressar alguma tranquilidade a Alvalade. Logo a seguir Nani cruzou para uma cabeçada espetacular de Slimani, mas o guardião forasteiro fez uma fantástica defesa.

Aos 75 minutos, de novo Nani em grande jogada a solicitar João Mário que não fez bem a receção mas ainda assim ganhou posição mas permitiu a defesa… 81 minutos, Nani (outra vez!) a rasgar pela esquerda e a oferecer o golo a Carrillo que falhou por duas vezes muito perto da baliza… Aos 82, muito bem jogado por Fredy Montero, cruzamento milimétrico e Nani a cabecear para o poste mais distante, mas saiu a rasar… Aos 85 Nani a receber passe de Montero, passa um adversário  e remata rasteiro muito perto da baliza. Aos 86 Montero, em dois lances diferentes, a rematar muito perto, primeiro da trave e depois do poste. Aos 88 saída rápida Patrício-Cédric-William e Montero a atirar outra vez perto… Finalmente, aos 90+3, excelente saída de William que tocou em Nani, este devolveu, William rematou bem mas Handanovic fez mais uma boa defesa.

O final chegou com um muito escasso 3-1 numa partida em que o Sporting foi muitíssimo superior ao adversário. Individualmente Nani esteve em plano altíssimo, Paulo Oliveira também muito bem, numa equipa quase toda ela em bom plano. Ficou assim garantida a passagem à Liga Europa, mas com a vitória do Chelsea em Gelsenkirschen por 5-0 sobre o Schalke 04 os leões dependiam de si – um empate em Standford Bridge garantia o apuramento para os oitavos-de-final para a Liga dos Campeões.

Esta foi a 121ª vitória dos leões em jogos das Competições Europeias de futebol.

vídeo

Post to Twitter

Deixe o seu comentário