Mário da Cunha Rosa

Nasceu a 5 de Fevereiro de 1912. Foi praticante de Atletismo (velocista) do Sporting de 4 de Junho de 1933 a 2 de Agosto de 1942 nos 60 e 80 metros ( juniores), 100, 200 metros e estafetas (seniores). Sagrou-se campeão nacional dos 4X100 metros em 1934, 36, 37, 38 e 41 e venceu, na mesma especialidade, os Jogos Desportivos Nacionais de 1937. Nesse mesmo ano, com Neves Carvalho, António Rendas e Alves Pereira, bateu o recorde nacional dos 4X200 metros com 1,33,6s, que perdurou até 1945. Ganhou também vários títulos regionais.

Representou a seleção de Lisboa, foi saltador em altura, campeão de ginástica de grupo e praticante de ginástica aplicada.

Despediu-se da competição nos Campeonatos Nacionais de Atletismo de 1942.

Durante 10 anos vestiu a camisola do Sporting. Tinha muita vontade, uma enorme persistência e disciplina. Vencia sem arrogância e perdia sem azedume, um desportista na verdadeira aceção da palavra. Honrou o desporto e o seu clube.

Acabada a carreira de atleta, para além de capitão da secção de Atletismo e diretor da secção de Ginástica, pertenceu à direção do Sporting (como secretário adjunto) de 1946 a 1949. Foi ainda membro do Conselho Geral desde a sua fundação, de 1948 a 1965, presidente da Comissão da Sede, Campo e Propaganda, em 1954, e de várias comissões de aniversários, nomeadamente as dos 75 e 80 anos do Sporting.

Distinguido como sócio de mérito em 1960, foi membro fundador do Grupo Stromp, em 1962, do qual foi presidente em 1969 e membro da Comissão Diretiva em 10 mandatos.

Disse um dia: “Como dirigente vivi 3 momentos formidáveis: Ter trazido para o Sporting o prof. Reis Pinto (quando fui diretor de Ginástica), o prof. Moniz Pereira fez o 1º contrato com o clube quando eu era diretor de Atletismo e o massagista Manuel Marques também veio comigo no clube, ele que era enfermeiro da CP”.

Acompanhou os jogos de futebol em Alvalade até Outubro de 2010. Morreu em 2 de Dezembro do mesmo ano vítima de uma broncopneumonia quando era o sócio nº 26 do Sporting.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário