Campeãs europeias de pista com toda a classe do mundo!

29 de Maio de 2016. Este foi um dia de dia de consagração leonina na Turquia, onde a equipa feminina de Atletismo do Sporting CP venceu, pela 1ª vez na sua História, a Taça dos Clubes Campeões Europeus, que decorreu durante o fim-de-semana em Mersin.

As leoas fizeram jus ao nome no 1º dia de competições. 7 vitórias em 11 provas foi o saldo bem positivo, com triunfos de Marta Onofre (salto à vara), Patrícia Mamona (triplo salto), Vera Barbosa (400 metros barreiras), Irina Rodrigues (lançamento do disco), Lorene Bazolo (100 metros), Sara Moreira (3.000 metros) e Sviatlana Kudzelich (3.000 metros obstáculos).

Com o somatório dos pontos ganhos pelas atletas leoninas, a formação de Alvalade estava na frente da classificação geral coletiva, com 79 pontos.

Vânia Silva começou o 2º e último dia de prova alcançando um 4.º lugar no lançamento do martelo.  Já Sviatlana Kudzelich terminou os 1.500 metros no 2.º lugar, enquanto Anabela Neto se ficou pela 5.ª posição no salto em altura.  Lorene Bazolo finalizou os 200 metros em 2.º lugar e Jessica Inchude foi 4.ª no lançamento do peso. Jessica Augusto fez então novo brilharete e triunfou nos 5.000 mil metros.  Para fechar em beleza, vitória coletiva na estafeta 4×400 metros, seguindo-se a merecida festa pela conquista do tão ambicionado título!

O Sporting somou 133 pontos, contra 122 pontos da equipa espanhola do Valencia Terra y Mar, que fora campeã em 2015, e 116 pontos da formação turca do Fenerbahçe, 3ª classificada.

Foi em direto na Sporting TV que o Presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, fez questão de mostrar todo o seu contentamento por esta conquista histórica, 16 anos depois da última conquista europeia na modalidade, então pela formação masculina: “É um trabalho de equipa muito grande, é um dos nossos grandes objetivos a conquista de títulos europeus e não era um objetivo fácil quando chegámos ao Sporting.  É fruto de muito trabalho e é uma felicidade poder partilhar com estas atletas mais este título europeu, o 24.º da história do Sporting (…) É um dia de muita felicidade para mais de 3,5 milhões de sportinguistas, é resultado de um esforço muito grande que esta direção tem feito na recuperação das modalidades e do clube. Vale a pena, a recompensa que temos é podermos brindar os sportinguistas com estes títulos (…) Que se perceba, de uma vez por todas, porque existe muito ignorante no mundo, que o Sporting é de facto a maior potência desportiva nacional”. ”Muitos Sportinguistas, que estão extremamente felizes e contentes, já perceberam que o Sporting está de volta, não só no futebol mas naquilo que é a sua afirmação natural, que é ser tão grande como os maiores da Europa. Estes títulos são sempre fundamentais para a prossecução dos nossos objectivos, que são o regresso do grande Sporting. E isto, mais uma vez, prova que o grande Sporting está de volta”, realçou ainda o Presidente, que lembrou que “o Sporting tem no seu ADN o ecletismo e este título é a prova inequívoca de que esta direcção não fala só, trabalha, esforça-se e incute esse raciocínio nos seus atletas”.

Carlos Lopes, diretor do Atletismo do clube, também não escondeu o seu orgulho pela extraordinária conquista: “Houve uma grande aposta do departamento e desta direção. O Sporting já merecia este troféu há muitos anos, era a taça que faltava no Museu do Clube. Houve um trabalho imenso e uma convicção muito forte, sabíamos que estávamos a preparar uma equipa para o futuro. Não foi tão fácil como possa parecer, ainda temos algumas falhas, mas pouco a pouco estamos a construir uma equipa para nos dar cada vez mais alegrias. Estamos no caminho certo, temos que preencher algumas lacunas e estabilizar uma equipa de futuro, cada vez mais consistente. Esta taça é histórica, já a tínhamos ganho nos masculinos, nos femininos já fomos segundos e terceiros, trabalhámos imenso para que este fosse o momento da viragem e construimos uma equipa no sentido de ser campeã. É uma alegria para todos os sócios e simpatizantes do Clube, mostrámos que afinal valeu a aposta e, para quem tinha dúvidas de que tínhamos essa capacidade, estas foram dissipadas”, finalizou.

A grande figura da História do Atletismo feminino do Sporting, Naide Gomes, agora do outro lado, “viveu” intensamente a prova: “Foram verdadeiras leoas. Lutaram, acreditaram e, quando é assim, tudo é possível. Toda a equipa técnica está de parabéns. O presidente do clube também, que acompanhou a prova. É um feito que entra para a História, é a primeira equipa portuguesa feminina que conquista o título europeu, por equipas. Para mim, também é um privilégio porque trabalho, diretamente com algumas delas. No geral, é otimo para o atletismo português. Apoiem mais o atletismo português, não é todos os dias que se consegue um feito deste nível. Valorizem mais a modalidade, no futuro”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário