2006 – Futsal conquista, finalmente, a Taça de Portugal

21 de Abril de 2006. O Sporting conquistou o troféu que lhe faltava no Futsal – a Taça de Portugal. Foi a 4ª final na qual os leões estiveram presentes. A partida realizou-se no Pavilhão Multidesportos de Coimbra. Os leões conquistaram um triunfo inesquecível fruto duma excelente prestação colectiva, onde os brasileiros da equipa deram um “toque de samba” à tarde.

A época vinha sendo excelente para os leões. Na fase regular do Campeonato o 1º lugar já estava garantido e nesta final-four, após 5-3 ao Piedense (surpreendentemente só no prolongamento, após um 3-3 no tempo regulamentar), os leões surgiram concentradíssimos para a partida decisiva frente ao seu velho rival, o Benfica.

A 1ª parte foi relativamente equilibrada, com os sportinguistas a chegarem ao intervalo com uma vantagem mínima de 3-2, mas os leões entraram decididos a arrumar a questão logo nos primeiros minutos do 2º tempo, e em 12 minutos infernais fizeram 5 golos. O Benfica passou então a utilizar um guarda-redes-avançado e recuperou de 2-7 para 5-7, mas o técnico Paulo Fernandes deu resposta à altura com a opção pelo mesmo sistema que a muitos surpreendeu (posição ocupada pelo fantástico Evandro). O final foi em beleza, com os leões a subirem a fasquia para os 9-5 finais. Neste extraordinário encontro os verde e brancos alinharam com: João Benedito e Bebé; Evandro (1), Zezito (3), Bibi, Gonçalo Alves (1), Nenê, Deo (1), Paulinho (2) e Andrezinho (1).

No final o ambiente era, obviamente, de grande alegria entre os leões. Ainda no terreno de jogo, ao som do batuque e do samba (sob as ordens do “maestro” Paulinho) e depois num balneário efervescente de alegria onde todos foram aos banhos da praxe. Para Gonçalo Alves: “Merecemos inteiramente a vitória, pois em 40 minutos, só em 2 não fomos superiores. Parabéns a esta equipa por este inolvidavel marco”.

O craque Paulinho era dos jogadores mais eufóricos, pulando e dançando: “Foi a vitória da humildade e do trabalho da melhor equipa portuguesa”. Zézito, o capitão, após uma magnífica exibição: “Até que enfim que ganhei a Taça. A nossa superioridade não deixou dúvidas. Dedico a vitória a todos os adeptos, e que a futura direção do clube (já faltava pouco para as eleições) mantenha o apoio às modalidades. Elas são o símbolo do clube, no presente e no futuro”.

Para o treinador Paulo Fernandes: “Foi ótimo aquilo que se passou contra o Piedense. Assim a equipa mudou de mentalidade e atitude. Estivemos muito bem, quer na vertente emocional quer na concentração. Controlámos o jogo, e na parte final jogámos com as mesmas armas do adversário”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário