Yazalde – Goleador lendário

Hector Casimiro Yazalde nasceu a 29 de Maio de 1946 num bairro pobre de Buenos Aires. Em criança sonhava ser médico mas cedo o pai lhe explicou que precisava de ir trabalhar para ajudar no sustento da família, pelo que começou por vender jornais, depois bananas e por fim a partir gelo.

Adorava futebol e ansiava poder vir a ser um dia como os seus ídolos do Boca Juniors. Num dia de 1965, Hector foi assistir ao treino do amigo Horácio Aguirre no Piraña, clube de amadores de Buenos Aires. Pediu que lhe emprestassem um equipamento, treinou e surpreendeu tudo e todos. Na mesma tarde assinou contrato e recebeu 2.000 pesos, o equivalente ao que recebia mensalmente como vendedor ambulante de bananas. Pouco tempo depois transferiu-se para o Independiente de Buenos Aires.

Com 20 anos, sagrou-se pela 1ª vez campeão e recebeu o troféu de melhor marcador, e não demorou muito até ser chamado à Seleção das “pampas” para defrontar o Brasil. Após ter voltado a ser campeão viu surgirem-lhe, em 1970, convites do Santos, Palmeiras, Valência, Lyon, Nacional de Montevideu e Boca Juniors. Quando entrou de férias recebeu um telefonema de Buenos Aires, dizendo-lhe que tinha aparecido um dirigente dum clube português para falar com ele – era Abraão Sorin, que depressa o convenceu a vir para o Sporting numa transferência orçada em cerca de 3.500 contos. Com o dinheiro que recebeu à partida para o clube de Alvalade construiu uma vivenda em zona chique para os pais viverem até ao seu regresso.

A 12 de Setembro de 1971 estreou-se oficialmente pelo Sporting na 1ª jornada do Campeonato Nacional na receção ao Boavista. Os leões venceram por 4-1 e o sul-americano marcou 2 golos. A sua época de adaptação não foi brilhante, totalizando 13 golos e não conquistando qualquer título. O ano seguinte já foi melhor. Os leões venceram a Taça de Portugal (com um dos golos a ser marcado por Yazalde) e sagrou-se o 3º melhor marcador do Campeonato com 19 golos. O melhor estava, no entanto, para vir.

Em 1973/74 a equipa de Mário Lino tornou-se uma verdadeira máquina trituradora fazendo 119 golos em todas as competições oficiais. O argentino fo o autor de meia centena desses golos, conquistando com 46 “tiros certeiros” no Campeonato (marca que constitui recorde em Portugal) o título de melhor marcador da Europa. Como prémio recebeu um automóvel Toyota que solidariamente vendeu, dividindo o montante por todos os companheiros de equipa. Entretanto casara com a atriz Carmizé, formando um par muito badalado na sociedade lisboeta. Os apelos para que se transferisse surgiram em catadupa, mas o Sporting segurou-o mais um ano, no qual o popular “Chirola” voltou a ser o melhor marcador do nosso Campeonato, com 30 golos, e 2º melhor da Europa.

A sua última partida foi realizada a 29 de Maio de 1975 na 1/2 final da Taça de Portugal frente ao Boavista (0-1). Marcara pela última vez 2 dias antes (bisou) perante o União de Tomar para a mesma competição (5-0).

No Sporting esteve 4 épocas, realizando 131 jogos e marcando 126 golos. Em Alvalade venceu 1 Campeonato Nacional e duas taças de Portugal.

Foi por 3 vezes o melhor marcador da equipa (1972/73, 1973/74 e 1974/75). É o 2º melhor de sempre na Taça das Taças (9 golos) e um dos únicos 3 (para além de Peyroteo e Jardel) que conseguiu chegar a 50 golos numa só temporada.

Por 12.500 contos saiu então para Marselha (deixando saudades eternas) onde a sua estrela começou a brilhar menos. Depois ainda jogou no Newell`s e Huracán. Foi 10 vezes internacional pela Argentina (2 golos).

Morreu cedo, a 18 de Junho de 1997, em Buenos Aires, vítima de uma hemorragia e paragem cardíaca.

GOLOS de YAZALDE ao serviço do SPORTING
ÉPOCA TC TT CN TP TOTAL
1971/72 - 4 9 0 13
1972/73 - 1 19 7 27
1973/74 - 4 46 0 50
1974/75 1 - 30 5 36
Total 1 9 104 12 126

Post to Twitter

Comments (1)

 

  1. leandro says:

    Um dos grandes jogadores dp meu Sporting

Deixe o seu comentário