2016 – Hexa-campeões de Natação no setor masculino!

12 de Dezembro de 2016. Na Póvoa de Varzim, o dia anterior já dera mostras da superioridade leonina, mas neste domingo o Sporting CP “disparou”, conseguindo mais 82 pontos que, acrescentados aos 70 da véspera, valeram o 6º título seguido à Natação masculina dos leões, com mais 26 pontos do que o rival Benfica, 2º classificado.

Na vertente masculina o Sporting CP conseguiu finalizar 18 vezes no pódio, 12 destas no 1º posto, um contributo decisivo para o novo título.

Na categoria feminina o Sport Algés e Dafundo quebrou o ciclo de 8 títulos consecutivos do FC Porto, enquanto as leoas amealharam 114 pontos e repetiram o 3º lugar de 2015, agora a apenas 5 pontos dos azuis e brancos. De referir que a secção feminina conseguiu terminar 13 provas no pódio.

Assim, em termos globais, o Sporting CP voltou a sair campeão nos masculinos e 3º classificado no feminino, tal como na temporada anterior.

As provas reuniram cerca de 500 atletas, em competições da 1.ª e 2.ª Divisão nacional.

As vitórias leoninas:

M

50m Livres – Igor Mogne – 23,40s

100m Livres –  Igor Mogne – 50,99s

200m Livres – Alexis Santos – 1m52,75s

1.500m Livres – Guilherme Pina – 15m54,07s

50m Costas – Francisco Santos – 27,33s

100m Costas – Francisco Santos – 58,11s

200m Costas – Francisco Santos – 2m07,46s

50m Mariposa – Igor Mogne – 25,32s

200m Estilos – Alexis Santos – 2m04,90s

400m Estilos – João Vital – 4m28,04s

4 x 200m Livres – Sporting – 7m33,93s

4 x 100m Estilos – Sporting – 3m50,54s

Guilherme Dias, António Mendes e Miguel Cruchinho também se destacaram.

F

800m Livres – Beatriz Ranito – 9m07,92s

200m Mariposa – Carolina Guedes – 2m19,34s

Realce ainda para Inês Camacho, Mafalda Beleza e Sofia Dionísio.

No final o treinador do Sporting, Carlos Cruchinho, disse que os Nacionais de Clubes de Natação “correram exatamente como esperava”. Feliz com o 6º título consecutivo elogiou os seus atletas referindo que, no final, “transcenderam-se um pouco (…) Não se acomodaram com os resultados que estavam a ter e quiseram ir à procura de mais. É sempre bom haver ambição na equipa. Todos trabalharam”, mas destacou “Alexis Santos, pela versatilidade que proporciona, o Igor Mogne e o Francisco Santos, porque ganharam todos 3 provas (…) os outros cumpriram exatamente aquilo que a gente esperava e foi muito bom. Ambicionamos continuar no auge durante muitos mais anos. Já estamos há 20 anos no topo da Natação portuguesa e queremos continuar mais ainda”. Em relação a este Campeonato propriamente dito: “não foi um campeonato com grandes marcas e não era isso que se esperava. É uma prova tática. Ninguém nada para si, todos nadam para a equipa e portanto não se podem esperar resultados de topo”.

Sobre a equipa feminina, que ficou em 3º lugar: “Tem de fazer o clique. Desta vez ficamos mais perto do 2º lugar, também porque houve um enfraquecimento de outras equipas. O Algés foi um justíssimo vencedor. Vamos tentar ganhar para a próxima ou pelo menos aproximarmo-nos do 1º lugar”, concluiu.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário