Futebol – Mister: não é ir buscar pontos ao Dragão, é ganhar no Dragão!

Jorge Jesus continua a falar muito, mas infelizmente a falar muitas vezes mal – é o enorme ponto fraco do grande treinador que ele indiscutivelmente é.

Na ressaca do importante triunfo sobre o Paços de Ferreira, o nosso treinador, entre muitas outras coisas, referiu que a equipa terá de estar em grande nível para ir buscar pontos ao Dragão. O problema aqui é que “ir buscar pontos ao Dragão” é uma ideia incompleta. O Sporting tem de ir buscar os 3 pontos ao Dragão para ainda poder vagamente sonhar com a conquista do título.

Neste momento o Sporting está a 7 pontos do Benfica e 6 do Porto. Dando de barato que o Braga não conta para estas matemáticas, o Sporting está a 13 pontos da liderança do Campeonato, e poderá recuperar pelo menos 3 desses pontos com um triunfo no Dragão.

Se por ventura o Sporting empatar no Dragão poderá passar de 13 para 15 pontos de distância para a liderança (se o Benfica vencer na próxima jornada). Ganhar no Dragão é a única hipótese, não há outra.

Outra abordagem infeliz que registámos do nosso treinador foi começar já a desculpar-se (agora que – felizmente, e finalmente – parece haver uma inversão estratégica do Presidente) com a presença de 5 ou 6 jogadores da formação na equipa para a intranquilidade que surpreendentemente surgiu na 2ª parte do jogo com o Paços. Jorge Jesus tem de se vangloriar de os ter e agradecer à excelente formação do Sporting os inúmeros talentos que lhe coloca ao dispôr (infelizmente alguns continuam a ser incrivelmente desperdiçados). Jogarem muitos jogadores da formação nunca poderá ser uma atenuante para o que quer que seja! Isso é ir contra todos os princípios e todo o contexto do Sporting Clube de Portugal.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário