2017 – Campeões Nacionais de Atletismo (pista coberta) em ambos os sexos!

19 de Fevereiro de 2017. O Atletismo do Sporting CP conquistou neste dia (e no anterior), em Pombal, os Campeonatos Nacionais de Pista Coberta. Os leões fizeram a dobradinha, algo que já não conseguiam atingir desde 2011.

A equipa feminina manteve a hegemonia, tendo conquistado o 7º título consecutivo e o 22º no total em 24 edições, tendo acabado a competição com 108 pontos, mais 21 que o Benfica (87).

Já o setor masculino recuperou um título que escapava há 5 temporadas, terminando a prova com 104 pontos contra os 99 do eterno rival. Importa ainda referir que este foi o 17º título dos leões em 24 edições dos campeonatos.

Depois de ter conquistado 7 provas em 13 no primeiro dia da competição, o Sporting CP conquistou 10 em 15 no derradeiro dia dos campeonatos.

No setor masculino destaque para nova vitória de Nelson Évora. Depois de vencer o salto em comprimento na prova de sábado, o atleta leonino voltou a conquistar os 8 pontos para o Sporting CP no triplo salto. Évora (uma dos maiores nomes do Atletismo português, e recrutado este ano ao Benfica) dominou completamente a competição, tendo triunfado com um salto de 16m55cm, contra os 15m43cm do atleta do Sp.Braga, Ricardo Jaquite.

Depois de conquistar a 1ª competição por clubes de leão ao peito, Nelson Évora era um homem feliz: “Acabámos por dar uma alegria a todos os sportinguistas. Não é só o futebol que interessa, embora claro tenha uma grande importância para o clube. Foi feita uma aposta e poucos meses depois está aqui a resposta com a conquista deste título”.

Quanto ao lado feminino, Patrícia Mamona voltou a estar em grande destaque na prova de triplo salto, saltando novamente acima dos 14 metros. A atleta leonina dominou largamente a competição, tendo vencido com 14m13cm, 3ª melhor marca mundial do ano, contra os 13m70cm da atleta do Benfica, Susana Costa. No final da competição, a atleta do Sporting CP, que conseguiu a melhor marca pessoal da época, mostrou-se satisfeita com a sua participação: “O balanço desta prova é positivo. O objetivo era conquistar os 8 pontos para o Sporting CP e isso foi conseguido, tanto ontem na prova de salto em comprimento como hoje no triplo salto que é a minha disciplina. A nível pessoal também fiquei contente, consegui obter a melhor marca da época, o que para mim já é bom. Conseguir estar toda a época de Inverno a saltar acima dos 14 metros revela consistência e deixa-me motivada para fazer uma boa marca nos Europeus”.

O Sporting CP fez a festa no final da competição, tendo somado uma dobradinha que já escapava há 5 anos.

Carlos Silva, diretor-técnico do Atletismo leonino mostrou-se muito feliz: “É um momento muito especial e emocionante. Este triunfo premeia a ousadia do nosso projeto e a coragem e a confiança da direção do Sporting CP. O clube hoje em dia é sem dúvida diferente. Estamos muito contentes por voltarmos a recolocar o Sporting CP nos lugares que merece e que são os seus. Mas este triunfo também é uma forma de reconhecimento da nossa estrutura para tudo o que a direção tem feito por esta modalidade (…) No início deste ano eu disse que esta equipa iria estar mais próxima de vencer. Não há vitórias antecipadas, mas desta vez conseguimos. Fomos muito competitivos, a equipa no geral portou-se bastante bem. Tivemos alguns momentos de superação, outros de falhas, mas o balanço final é muito positivo pois conseguimos amealhar os pontos necessários para nos sagrarmos campeões. Temos a perfeita noção de que esta foi a resposta certa para provar que o desafio que eu lancei na fase inicial da temporada era possível de atingir (…) O apoio da direção nestes 2 anos da nossa gestão tem sido uma constante. É cada vez mais ambicioso, o que é natural. Esta vitória não é só dos atletas. É também da direção e de tudo aquilo que faz parte do nosso projeto: quer do apoio técnico, como do apoio clínico, entre outras coisas. Basicamente é o resultado de toda uma estrutura que estamos a criar de apoio na preparação e na competição para os atletas e que começa a dar resultados”.

Vejamos agora quais as vitórias leoninas em toda a competição.

M

60m – Ancuiam Lopes – 6,74s

60m barreiras – Rasul Dabó – 7,89s

800m – Sandy Martins – 1m53,55s

3.000m – Hugo Correia – 8m27,22s

5.000m marcha – João Vieira – 19m32,08s

Comprimento – Nélson Évora – 7m32cm

Triplo-salto – Nélson Évora – 16m55cm

F

60m – Lorene Bazolo –  7,35s

400m – Cátia Azevedo – 53,78s

4×400 – 3m41,86s

800m – Salomé Afonso – 2m07,40s

3.000m – Ana Mafalda Ferreira – 9m43,70s

Altura – Anabela Neto – 1m81cm

Comprimento – Patrícia Mamona – 6m28cm

Peso – Jéssica Inchude – 16m16cm

Triplo-salto – Patrícia Mamona – 14m13cm

Vara – Marta Onofre – 4m20cm

Post to Twitter

Deixe o seu comentário