Futsal – Sporting-3 Benfica-2 – Ganhámos pela 7ª vez a Supertaça!

2 de Setembro de 2017. A Supertaça de Futsal decidiu-se no Pavilhão Dr. Mário Mexia, em Coimbra, entre Sporting e Benfica, os 2 baluartes da modalidade em Portugal.

Logo a abrir, aos 2 minutos, Anilton inaugurou o marcador com um remate forte à entrada da área, que ainda sofreu um desvio e traiu Cristiano, o guardião contrário. Aos 7 minutos os leões poderiam ter aumentado a marca, mas Diogo falhou o penalty que castigou uma falta de Henmi sobre Dieguinho na área – já depois da bola ter batido no peito de Cristiano, Diogo falhou também a recarga.

No entanto, a resposta dos jogadores de Joel Rocha chegou ainda nos primeiros 10 minutos, por Rafael Henmi, numa iniciativa do brasileiro pela esquerda a que André Sousa não se conseguiu opor.

Dieguinho, Merlin e Divanei ainda ameaçaram anular a igualdade, mas a bola ou esbarrava no guardião contrário ou passava (quase) sempre perto do poste. Talvez por isso, o empate ao intervalo não traduzia a superioridade leonina, que apenas pecou na eficácia.

No regresso o Sporting CP voltou a colocar-se na frente, por intermédio de Pedro Cary – disparo forte do internacional português que só parou no fundo das redes da baliza adversária que provocou muita festa no banco de suplentes verde e branco. O problema é que, uma vez mais, ou não fosse este um dérbi, a resposta não tardou – André Sousa avançou no terreno, de forma a criar superioridade numérica, mas na altura do remate, quando encontrou oposição, deixou a bola à mercê de Chaguinha, que só teve de enviar a bola para uma baliza deserta, a 12 minutos do fim.

Com a incerteza no resultado, numa altura em que as duas equipas tentavam arriscar um pouco mais, Anilton voltou a marcar. Numa jogada um pouco confusa, e já depois de Cristiano ter defendido um primeiro remate de Merlin, Henmi evitou a recarga de Dieguinho, mas permitiu que a bola sobrasse para o jogador leonino, que só teve de encostar.

Num último esforço, os encarnados ainda recorreram ao guarda-redes avançado, mas sem sucesso, já que o troféu era nosso!

Nuno Dias, o treinador, ficou muito feliz: “Parece-me que foi um jogo dentro do que perspetivei na antevisão – equilibrado, difícil, em que seriam os detalhes a decidir (…) acima de tudo, o Sporting CP foi melhor e venceu com toda a justiça contra uma equipa que tem muita qualidade e que nos obrigou a trabalhar nos limites para segurar a vantagem. Quando é assim, o Futsal está de parabéns. Estamos todos de parabéns pelo que conquistámos, principalmente o Sporting pelo título que conquistou e que já fugia há 2 anos”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário