Futebol – FC Porto-1 Sporting-0

Meias-finais da Taça de Portugal. No Estádio do Dragão o Sporting jogava uma cartada muito importante para o que resta da temporada.

Perante um Porto que tinha sido superior ao Sporting nos 2 jogos já realizados esta temporada (ambos 0-0) esperava-se que conseguíssemos inverter a tendência, mas infelizmente não foi isso que aconteceu. A equipa: Rui Patrício (7); Ristovski (6) – Rúben Ribeiro (4) 74, Piccini (5), Coates (5), Mathieu (7) e Fábio Coentrão (6) – Fredy Montero (1) 84; Battaglia (5) – Bruno César (2) 87; Bruno Fernandes (7) e Acuña (5); Gelson Martins (6) e Doumbia (5).

Melhor sportinguista em campo – Bruno Fernandes.

O Sporting surgiu com um sistema tático invulgar, com 5 defesas, Battaglia a 6 (William não pôde alinhar), Gelson e Doumbia soltos na frente. Os leões nunca conseguiram ser superiores ao adversário, com exceção dos últimos 10 minutos de jogo, quando a equipa passou a alinhar no padrão habitual. Bruno Fernandes bem lutou naquele meio-campo, Gelson deu uns lampejos de classe na frente, mas era Rui Patrício em maior destaque a negar por algumas vezes o golo ao adversário.

O Sporting também teve alguns bons momentos, mas Ristovski, após uma bela jogada coletiva, atirou por cima aos 41 minutos. Aos 48 mais um grande lance com Bruno Fernandes a solicitar Doumbia que rematou a rasar o poste. Aos 60 o Porto marcou numa cabeçada de Soares, e numa das melhores fases do Sporting no jogo… Houve depois uns minutos de algum desnorte leonino, mas na parte final, após a entrada de Rúben Ribeiro, as coisas melhoraram um pouco e podíamos até ter chegado ao empate por Bruno Fernandes ou Gelson (revelou, durante todo o jogo, alguma falta de visão no último passe o talentoso extremo leonino).

O Sporting saiu “vivo” do Dragão. Perdeu por 1-0 mas terá agora um jogo em Alvalade para tentar chegar ao Jamor. Será só daqui por 2 meses, e ainda bem.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário