Futebol – Tondela-1 Sporting-2

Depois das vitórias claras de Benfica e Porto, o Sporting foi a Tondela para se impôr e não perder terreno para os rivais. Esse era o objetivo e a teoria, mas na prática a nossa equipa sentiu enormes dificuldades perante um adversário que jogou quase como se fosse o último jogo da vida de cada um daqueles jogadores (e na verdade, assim é que deveria ser sempre).

O Sporting sofreu um golo cedo, não demorou muito a chegar ao empate (belo cruzamento de Acuña para grande cabeçada de Bas Dost) mas depois teve um claro défice criativo (apesar das tentativas de Bruno Fernandes e Gelson).

Os leões criaram algumas oportunidades (poucas), aliás tal como o adversário, mas nunca mostraram capacidade para se impôr definitivamente o que obviamente causa sérias preocupações perante um adversário como o Tondela, uma equipa respeitável (como é óbvio) mas longe de poder, em teoria, criar as dificuldades que criou a um Sporting que esteve algo amorfo e falho de imaginação.

Ainda por cima Mathieu foi expulso (por colocar a mão na cara dum adversário) aos 60 minutos, e com 10 mais difíceis as coisas ficaram. O Tondela tentou então explorar a velocidade mas o Sporting opôs-se quase sempre bem. No ataque, e apesar da entrada de Rúben Ribeiro, é que as coisas não funcionavam da melhor forma, e foi preciso, aos 90+8 minutos, uma abertura larga de William, uma bola ganha de cabeça pelo incansável Bas Dost, um corte mal feito por Ricardo Costa e uma recarga poderosa de Coates para ganharmos um jogo que tínhamos a obrigação de ganhar com competência e tranquilidade…

De uma coisa podemos ter a certeza: apesar de a equipa mostrar grande vontade e empenho – e de nos ter dado uma alegria imensa no “último suspiro”, não é a jogar assim que vamos conquistar mais troféus esta temporada… A equipa: Rui Patrício (7); Piccini (5), Coates (7), Mathieu (4) e Bruno César (5) – Rúben Ribeiro (6) 59; William Carvalho (6); Gelson Martins (7), Bruno Fernandes (7) e Acuña (7); Fredy Montero (4) – Doumbia (5) 46 e Bas Dost (8).

Melhor sportinguista em campo – Bas Dost.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário