Futebol – Sporting-2 Viktoria Plzen-0

1ª mão dos oitavos-de-final da Liga Europa. Na ressaca do afastamento da luta pelo título, o Sporting (que tem agora na Liga Europa uma hipótese de fazer esta temporada valer realmente a pena), perante pouco mais que 26.000 pessoas recebia a melhor equipa checa do momento, o Viktoria Plzen, ainda assim uma formação que está longe de pertencer à “1ª divisão” europeia.

O Sporting dominou praticamente todo o jogo, conseguiu marcar no final da 1ª parte após belo lance de Bryan, Coentrão e conclusão excelente de Montero e no início da 2ª – grande recuperação de Acuña, sequência a preceito de Bruno Fernandes e mais uma conclusão brilhante de Fredy Montero.

A nossa equipa entrou bem no jogo. À passagem dos 20 minutos teve duas excelentes oportunidades, primeiro por Bryan a proporcionar boa defesa a Hruska, e pouco depois por Acuña que desferiu um tiraço na trave. Até ao descanso houve alguns bons lances e no final do 1º tempo o tal golo precioso de Montero.

No intervalo Nelson Évora mostrou aos sportinguistas a medalha de bronze conquistada nos Mundiais de Pista Coberta.

Na 2ª parte o Sporting voltou a entrar bem e marcou aos 49 minutos no lance descrito anteriormente. A partir daí notou-se um certo abrandamento na equipa, algo hesitante entre procurar o terceiro que praticamente sentenciava a eliminatória ou preocupar-se mais em segurar o 2-0, já de si uma boa margem.

A verdade é que os leões acabaram por criar boas oportunidades para voltar a marcar, mas Bryan Ruiz e Bruno Fernandes (mais um jogão deste que se está a tornar, talvez a par de Rui Patrício, a grande figura da nossa equipa) não foram eficazes. Os últimos 15 minutos da nossa equipa não foram bons, permitindo alguns lances de frisson ao ataque dos visitantes e deixando por isso algumas interrogações para a 2ª mão. Em cima da hora, Rúben Ribeiro, brilhante, deu de bandeja o golo a Mathieu, mas o francês não conseguiu enganar Hruska.

O final chegou com um bom resultado. Estamos convencido que o Sporting marca na República Checa pois esta equipa, valha a verdade, joga habitualmente com personalidade em qualquer estádio e no terreno do Viktoria não será exceção. Aliás, o Sporting pode (e deve) perfeitamente ganhar essa partida.

A equipa: Rui Patrício (7); Ristovski (6), Coates (7), Mathieu (7) e Fábio Coentrão (8) – Rúben Ribeiro (5) 85; William Carvalho (7); Bruno Fernandes (8); Gelson Martins (7), Bryan Ruiz (7) – Bruno César (2) 79  e Acuña (7) – Battaglia (5) 57; Fredy Monteiro (8).

Melhor sportinguista em campo – Fredy Montero.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário