Teresa Machado

Teresa Cristina Lopes Machado nasceu a 22 de Julho de 1969 na Gafanha da Nazaré. Começou a praticar Atletismo por mero acaso. Certo dia, Júlio Cirino (que depois foi seu treinador) perguntou a um ex-professor de Educação Física de Teresa se na escola onde ele dava aulas não existiam jovens com especial talento para o Atletismo e foi então que o professor lha indicou. Júlio Cirino falou com a Teresa, e logo no dia seguinte pediu autorização aos seus pais para que ela começasse a treinar.

No seu 1º ano de Atletismo representou os Galitos de Aveiro e logo na época seguinte recebeu um convite para treinar no Benfica que não aceitou, para pouco depois, em 1985, rumar ao Sporting. Como não queria sair de Aveiro, treinava em jardins, parques de estacionamento e na praia.

Ao serviço do Sporting tornou-se a melhor lançadora portuguesa de todos os tempos, ganhou tudo quanto havia para ganhar em Portugal e acumulou recordes. Talvez por não conseguir concretizar a dificílima missão (dada a especificidade técnica das suas disciplinas) de chegar às medalhas em provas internacionais, não terá obtido o reconhecimento devido à brilhantíssima carreira que construiu.

A sua 1ª grande vitória de âmbito nacional ocorreu nos campeonatos de Portugal de Inverno disputados no Estádio Nacional a 7 e 8 de Fevereiro de 1987 no lançamento do peso, com a marca de 13m59cm. Nessa mesma época começou também a ganhar nos nacionais de pista, tanto no disco como no peso. Até 2003 fez um percurso quase inatingível no Sporting, alcançando vitórias atrás de vitórias. A nível nacional, e referindo só os títulos de maior destaque, ganhou 13 Campeonatos de Portugal no lançamento do disco, 15 Campeonatos de Portugal no lançamento do peso e 13 Campeonatos de Portugal em pista coberta no lançamento do peso! Para além disso ajudou o Sporting a ganhar inúmeros títulos coletivos.

Internacionalmente venceu 3 campeonatos ibero-americanos. O 6º lugar no Campeonato do Mundo de Atenas foi a sua melhor classificação em grandes provas internacionais, merecendo ainda destaque o 10º lugar nos Jogos Olímpicos de Atlanta (1996) e o 11º nos de Sidney (2000).

Recebeu o Prémio Stromp em 1997 para melhor atleta feminina do ano, ficando no clube até 2003.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário