Ângelo Girão – Posicionamento, rapidez e um dom para as bolas paradas

Ângelo André Ferreira Girão nasceu a 28 de Agosto de 1989. Começou a praticar Hóquei em Patins a nível federado muito menino, nos escalões de formação do Estrela Vigorosa Sport (1996/97), passando depois pelo FC Porto (1997/98 a 2006/07) e Gulpilhares (2007/08).

Na Académica de Espinho fez o seu primeiro ano como sénior, subindo nessa mesma temporada à 1ª divisão. Saiu dos espinhenses para Valongo em 2012, ficando duas épocas no clube verde rubro (em 2014 foi campeão nacional) até chegar ao Sporting CP.

O seu 1º título internacional de clubes foi já no Sporting, com a conquista da Taça CERS em 2015. Aí foi figura em grande destaque, defendendo 3 penaltis no desempate na final frente ao Réus. A nível nacional já conquistou vários títulos de verde e branco – Supertaça em 2015, Elite Cup em 2016 e 2018 e o Campeonato Nacional em 2018 (30 anos depois!). Em 2019 sagrou-se campeão europeu de verde e branco, e no mesmo ano foi campeão do mundo de seleções como a grande figura da equipa portuguesa!

Na baliza, o posicionamento e a velocidade de movimentos são os seus pontos fortes. Especialista na defesa de bolas paradas, é claramente um atleta com um grande espírito de sacrifício, o que lhe traz resultados assinaláveis em termos de performance.

Passou pelas equipas nacionais de juvenis e juniores onde venceu 2 Campeonatos da Europa - juvenis em 2005 e juniores em 2008, tendo triunfado ainda nesse ano na Taça Latina em sub-23. Estreou-se pela selecção principal em 2009, ano em que conquistou o Torneio das Nações, prova que viria igualmente a vencer em 2013 e 2015. Em 2016 foi campeão europeu pela nossa Seleção.

No dia 1 de Julho de 2015 recebeu o prémio Leões Honoris Sporting na categoria Atleta Masculino do Ano, durante a II Gala Honoris Sporting.

Foi distinguido com o Prémio Stromp na categoria Europeu em 2016 e na categoria Mundial em 2017.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário