Futebol – Rio Ave-1 Sporting-3

3º jogo do novo treinador Marcel Kaiser à frente da nossa equipa. Depois de 2 vitórias robustas um teste mais exigente perante o Rio Ave, em Vila do Conde. Esta equipa de José Gomes tem grande qualidade tanto a nível individual como coletivo, e esperava-se grandes dificuldades. A equipa: Renan Ribeiro (7); Bruno Gaspar (6), Coates (7), Mathieu (7) e Acuña (7) – Jefferson 61 (4); Gudelj (7); Bruno Fernandes (9) e Wendel (8) – Bruno César (1) 87; Diaby (6) – Jovane (6) 69, Bas Dost (8) e Nani (8).

Melhor sportinguista em campo – Bruno Fernandes.

O Sporting apresentou-se com a nova filosofia imposta pelo técnico holandês – uma equipa virada para o ataque, para a posse de bola em progressão e com uma reação imediata e enérgica à perda de bola.

Logo aos 3 minutos, canto de Acuña e Mathieu, de cabeça, muito perto de marcar. Aos 10 veio o 1º golo – Coates cobrou de imediato um livre e deu para Bruno Fernandes, este para Nani que devolveu a Bruno Fernandes que dentro da área atirou cruzado sem hipótese para Leo! Só que aos 12 veio o empate num livre direto absolutamente fantástico de João Schmidt – primeiros 15 minutos eletrizantes!

Aos 19, cruzamento de Bruno Gaspar e Bas Dost, em boa posição, a cabecear por cima. Aos 21 tiraço de Bruno Fernandes e grande defesa de Leo Jardim. Aos 22 desvio de Diaby e mais uma grande intervenção do guardião vilacondense. Aos 23 Nani abriu em Acunã na esquerda e este centrou muito bem para Bas Dost (que se posicionou de forma sublime) cabecear de cima para baixo, cruzado, fazendo um belo golo! – estava reposta e vantagem leonina.

Até ao intervalo tanto uma como a outra equipa podia ter marcado, sobressaindo um erro de Renan (a jogar com os pés) quase no intervalo que Vinicius não conseguiu aproveitar.

A 2ª parte começou muito animada, sempre com o Sporting a tratar muito bem a bola e o Rio Ave muito intencional nas saídas para o ataque – um belíssimo jogo! Aos 65 minutos Renan foi decisivo ao fazer duas grandes defesas a remates de Schmidt – e aí pode ter ficado sentenciado o jogo.

Aos 72 minutos, 3 depois de ter entrado para o lugar de Diaby, Jovane executou de forma absolutamente magistral um remate de pé esquerdo sob a meia direita que levou a bola entrar mesmo na “gaveta” sem qualquer hipótese para Leo – um golo extraordinário!

Aos 80 minutos Renan executou mais uma belíssima defesa. Até final o Sporting controlou muito bem a situação, com grande classe, saindo de Vila do Conde com uma vitória que esteve de acordo com o desenrolar da partida. Que diferença esta equipa para a de há poucas semanas! Impressionante.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário