Futebol – Tondela-2 Sporting-1

No 2º lugar, a 5 pontos do Porto, e em vésperas de receber o adversário, ao Sporting só restava ganhar em Tondela para manter a “chama” acesa rumo ao título.

Marcel Kaiser não pôde contar com Bas Dost (lesionado), deixando estranhamente Jovane de fora dos convocados (tem entrado sempre bem na equipa) e deixando também estranhamente de fora o brasileiro recém-contratado Luís Phillype (apesar da escassez de pontas-de-lança).

O Sporting entrou mal no jogo (tem sido um mau hábito) e os locais adiantaram-se por Juan Delgado aos 6 minutos (Xavier deixou Bruno Gaspar para trás e centrou para a cabeçada do companheiro). O Sporting procurou reagir mas tinha grandes dificuldades em chegar a zona de finalização. Renan evitou o 2-0 com uma grande defesa a cabeçada de Tomané e mais tarde Raphinha obrigou Cláudio Ramos a uma excelente intervenção.

Para a 2ª parte Fredy Montero ressurgiu na equipa (em vez de Gudelj) mas voltaram a ser os locais a entrar melhor… mais uma vez Renan esteve em destaque. Aos 50 minutos Jaquité foi expulso, o Sporting passou a jogar contra 10 e pensou-se que as coisas se iriam compor – puro engano. É verdade que Raphinha esteve perto de marcar por mais que uma vez, mas Tomané também o esteve (de novo Renan a salvar).

O Sporting carregava em busca do empate mas foram os tondelenses a aumentar a contenda, aos 73 minutos, com um golaço de Tomané. Logo a seguir o Sporting reduziu por Mathieu – o defesa francês apareceu solto  na sequência de um cruzamento de Bruno Fernandes e de alguns ressaltos – ainda com 15 minutos para se jogar. Sem mais opções de ataque no banco, Marcel Keizer lançou o central André Pinto para o ataque. Aos 80 minutos os leões ficaram muito perto do empate – Diaby cabeceou, Cláudio Ramos defendeu para o poste e, na insistência, Montero rematou à malha lateral.

Até final houve muito coração mas pouca cabeça. O Sporting não conseguiu evitar o deslize e caiu para o 4º lugar da classificação, tirando interesse ao clássico do próximo sábado.

O entusiasmo dos primeiros jogos (com vitórias e muitos golos) de Marcel Kaiser está completamente ultrapassado. Com as derrotas em Guimarães e Tondela o Sporting ficou praticamente afastado do título – a equipa revela muitas carências (sobretudo defensivas) e já começa a não se perceber algumas opções do técnico holandês…

A equipa: Renan (7); Bruno Gaspar (5), Coates (5), Mathieu (6) e Acuña (5); Gudelj (4) – Fredy Montero (4) 46, Wendel (5) e Bruno Fernandes (5); Raphinha (6), Diaby (5) e Nani (5) – André Pinto (1) 84.

Melhor sportinguista em campo – Renan.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário