Natação – Octocampeões nacionais!

14 de Abril de 2019. A equipa masculina de Natação do Sporting Clube de Portugal sagrou-se neste domingo octacampeã nacional da modalidade no Complexo de Piscinas do Jamor.

O conjunto de Alvalade conquistou o título que já não foge ao clube desde 2011/12 e adicionou mais um troféu ao Museu Sporting. No duelo feminino, o Sporting CP terminou na 2ª posição.

No final do primeiro dia os leões lideravam com 343 pontos, estando à frente de SL Benfica (315) e FC Porto (274). Este domingo, o Sporting CP continuou em grande e foi controlando e aumentando a vantagem com naturalidade. No final, os atletas de Carlos Cruchinho conseguiram 746 pontos, amealhando uma vantagem de 57 pontos sobre as águias.

Em grande destaque estiveram os atletas que disputaram a estafeta de 4×100 metros estilos, que bateram o recorde nacional absoluto ao nadarem em 3m44,22s. Alexis Santos, um dos participantes nessa prova, bateu outro recorde nacional com a marca de 25,44s nos 50 metros costas. A estafeta de 4×200 metros livres tambéu bateu o recorde nacional absoluto ao nadar em 7m26,26s, o que fez cair a marca conseguida pelos leões em 2017 (7m27,46s).

João Vital também conseguiu uma marca de registo nos 400 metros estilos, completando a prova em 4m17,76s e confirmando a presença no Mundial que se vai realizar em Julho na cidade sul-coreana de Gwangju.

As leoas sagraram-se vice-campeãs nacionais, terminando a prova atrás do Sport Algés e Dafundo, que triunfou pelo terceiro ano consecutivo. O Sporting CP somou 716 pontos, menos 49 que o clube do concelho de Oeiras.

Classificação coletiva masculina:
1.º Sporting CP 746 pontos
2.º SL Benfica 689 pontos
3.º FC Porto 638 pontos

- 400 m livres: 3.º Guilherme Pina 3’56’’90; 4.º Tiago Costa 4’00’’10
- 50 m mariposa: 3.º Alexis Santos 24’’71; 4.º Igor Mogne 24’’86
- 100 m costas: 1.º Francisco Santos 55’’46; 4.º João Vital 57’’89
- 200 m estilos: 1.º Alexis Santos 2’03’’20; 10.º Diogo Dantas 2’08’’96
- 4×100 m livres: 2.º Sporting CP (Igor Mogne, Francisco Santos, Tiago Costa e Alexis Santos) 3’25’’00
- 200 m mariposa: 2.º João Vital 2’01’’94; 4.º André Carvalho 2’04’’36
- 100 m bruços: 4.º António Mendes 1’04’’14; 6.º Miguel Cruchinho 1’04’’30
- 200 m livres: 4.º Igor Mogne 1’51’’65; 6.º Tiago Costa 1’53’’08
-4×100 m estilos: 1.º Sporting CP (Francisco Santos, Igor Mogne, António Mendes e Alexis Santos) 3’44’’22 – NOVO RECORDE NACIONAL ABSOLUTO
- 1500 m livres: 1.º Guilherme Pina 15’41’’13; 2.º Rafael Gil 15’41’’74
- 50 m livres: 2.º Alexis Santos 23’’03; 11.º Tiago Costa 24’’47
- 200 m bruços: 4.º António Mendes 2’19’’63; 7.º Miguel Cruchinho 2’21’’21
- 50 m costas: 2.º Alexis Santos 25’’44 – NOVO RECORDE NACIONAL ABSOLUTO; 4.º Francisco Santos 26’’32
- 100 m mariposa: 2.º Igor Mogne 54’’45; 7.º André Carvalho 56’’65
- 400 m estilos: 1.º João Vital 4’17’’76 – MÍNIMOS CAMPEONATO DO MUNDO; 5.º Pedro Pinotes 4’30’’22
- 100 m livres: 4.º Igor Mogne 51’’77; 5.º Tiago Costa 52’’30
- 200 m costas: 1.º Francisco Santos 1’59’’70; 2.º João Vital 2’04’’61
- 50 m bruços: 5.º António Mendes 29’’38; 10.º Miguel Cruchinho 29’’66
-4×200 m livres: 1.º Sporting CP (Alexis Santos, Tiago Costa, Francisco Santos e Igor Mogne) 7’26’’26 – NOVO RECORDE NACIONAL ABSOLUTO

Classificação coletiva feminina:
1.º Sport Algés e Dafundo 716 pontos
2.º Sporting CP 667 pontos
3.º SL Benfica 646 pontos

- 400 m livres: 3.º Inês Henriques 4’20’’27; 12.º Maria Moura 4’39’’02
- 50 m mariposa: 2.º Inês Fernandes 28’’34; 3.º Lia Lima 28’’68
- 100 m costas: 5.º Filipa Peixeira 1’06’’41; 11.º Mafalda Beleza 1’08’’34
- 200 m estilos: 2.º Inês Fernandes 2’20’’01; 10.º Teresa Veloso 2’27’’48
- 4×100 m livres: 3.º Sporting CP (Beatriz Viegas, Mafalda Beleza, Mafalda Pinto e Inês Fernandes) 3’55’’75
- 200 m mariposa: 1.º Inês Henriques 2’12’’51; 8.º Lia Lima 2’21’’74
- 100 m bruços: 3.º Madalena Cerdeira 1’14’’48; 6.º Maria Rosa 1’16’’47
- 200 m livres: 9.º Maria Moura 2’07’’46; 11.º Mafalda Beleza 2’09’’32
- 4×100 m estilos: 3.º Sporting CP (Filipa Peixeira, Inês Fernandes, Madalena Cerdeira e Beatriz Viegas) 4’21’’67
- 800 m livres: 3.º Inês Henriques 9’01’’64; 12.º Maria Moura 9’38’’84
- 50 m livres: 1.º Beatriz Viegas 26’’54; 8.º Mafalda Pinto 27’’43
- 200 m bruços: 4.º Madalena Cerdeira 2’40’’40; 8.º Érica Reis 2’43’’77
- 50 m costas: 2.º Inês Fernandes 30’’19; 4.º Filipa Peixeira 30’’96
- 100 m mariposa: 3.º Inês Fernandes 1’02’’26; 11.º Lia Lima 1’04’’66
- 400 m estilos: 1.º Inês Henriques 4’54’’14; 8.º Teresa Veloso 5’06’’27
- 100 m livres: 4.º Beatriz Viegas 58’’69; 8.º Mafalda Pinto 59’’29
- 200 m costas: 7.º Filipa Peixeira 2’24’’07; 8.º Mafalda Beleza 2’25’’37
- 50 m bruços: 4.º Maria Rosa 34’’32; 9.º Madalena Cerdeira 35’’04
- 4×200 m livres: 4.º Sporting CP (Inês Henriques, Mafalda Beleza, Maria Moura e Inês Fernandes) 8’31’’94

“Eles foram insuperáveis. Tiveram uma determinação tremenda. Pareceu fácil, mas não foi. Eles queriam mesmo ganhar”, começou por dizer Carlos Cruchinho, treinador do conjunto de Alvalade, ao Jornal Sporting e à Sporting TV. “As meninas, nos últimos anos, têm ficado em 3º lugar, mas estão há 14 anos no pódio. Foram 7 anos consecutivos campeãs nacionais e depois têm estado sempre no 3º lugar. Este ano subimos ao 2º. Foi uma surpresa e elas também foram insuperáveis”, acrescentou, referindo-se à formação feminina.

Já Alexis Santos, que bateu 3 recordes nacionais absolutos (50 metros costas, 4×200 metros livres e 4×100 metros estilos), destacou o “orgulho enorme na equipa e na equipa técnica”, congratulando as colegas e mostrando-se satisfeito por ver os mais jovens a dar continuidade às conquistas do Sporting CP. “As meninas fizeram um campeonato excelente quando ninguém dava muito por elas. Foi quase perfeito. Depois do fim-de-semana passado, em que consegui o mínimo para Tóquio, vencer o 8º título é um momento excelente. (…) Só eu e o Pedro Pinotes é que cá estamos desde o 1º título e ver esta renovação, ver que conseguirmos ter os mais novos a ter sucesso na equipa sénior é um orgulho gigante”, frisou.

Pedro Pinotes, precisamente, também falou com o Jornal Sporting e com a Sporting TV no final da tarde deste domingo. O olímpico e capitão da equipa leonina lembrou a evolução da Natação do Sporting CP e a “paixão” a que muitos se querem juntar: “É sempre especial e sempre mais difícil, apesar de as pontuações nem sempre o demonstrarem. Estou aqui desde que esta caminhada começou e quando cheguei ao Sporting CP o nosso melhor resultado ao nível masculino era um 3º lugar. Tínhamos acabado de vir do hexacampeonato feminino e eu gostava de equilibrar as contas. Para o ano é mais uma luta. Temos uma grande equipa, o Sporting CP está num grande nível. Todos gostam de vir para aqui, não só os que nasceram com o clube, mas também os que se vão juntando a esta paixão. Agora é festejar”, garantiu, explicando que, “um dia”, quer ver “masculinos e femininos a vencer no mesmo ano”. “É para isso que a equipa trabalha”, assegurou.

Por fim, Mafalda Beleza, nadadora do Sporting CP, admitiu que esta edição do Campeonato Nacional de Clubes “foi especial”. “A união do Sporting CP falou mais alto. Surpreendemos o adversário e isso foi fantástico. Não contavam connosco para a luta entre o 1º e o 2º, mas a certa altura até assustámos o primeiro. (…) Já ficámos várias vezes em 2º lugar, depois descemos ao 3º. Esta ascensão ao 2º resulta de muito trabalho. Está a surgir uma nova geração no Sporting CP e é muito agradável para mim, como mais velha, ver o esforço de todos. Os resultados estão à vista. Ninguém vacilou sob pressão e os rapazes estiveram sempre a apoiar”, considerou, abordando ainda o 8º título da equipa masculina: “Tenho um orgulho gigante nestes rapazes e tenho o prazer de ter acompanhado todos os títulos que conquistaram. Ano após ano, parece que o fazem com maior tranquilidade. Sempre que colocam alguma coisa em questão, eles respondem da melhor forma e à maneira do Sporting CP, na água”, concluiu.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário