Futebol – Benfica-5 Sporting-0

1º jogo oficial da temporada. No Estádio do Algarve o Sporting procurava entrar da melhor forma e, quem sabe, proporcionar uma saída em glória para Bruno Fernandes (os rumores apontavam para uma iminente saída).

A nossa equipa entrou bem no jogo, muito concentrada, segura atrás e a sair rápido, conseguindo criar perigo. Desde cedo se notou que Bruno Fernandes não estava nos seus melhores dias – perdeu vários lances de golo por não ter finalizado ou assistido da melhor forma, mas o coletivo estava coeso, com uma defesa forte formada por Neto, Coates e Mathieu; Thierry (muito maturidade para um jovem que ainda agora apareceu na equipa principal) e Acuña nas laterais a apoiarem bastante o ataque (mais Acuña, claro); Doumbia na posição 6 a marcar bem o jogo, Wendel a transportar com classe, Raphinha sobre a direita (sempre inconformado) e Bas Dost a jogar em apoios mas sem oportunidades para finalizar…

A 1ª parte foi muito agradável, com o Sporting a mostrar-se a melhor equipa, mas já na parte final foi o Benfica a marcar após um passe bem feito para a área e Thierry a perder a noção da posição de Rafa que concretizou sozinho.

O Sporting entrou na 2ª parte, procurando o empate. Bruno Fernandes começou a mostrar alguns problemas físicos o que lhe retirou protagonismo. Um erro incrível de Mathieu originou o 2-0 e a partir daí foi o descalabro total. Não que a equipa tenha baixado os braços, mas tudo corria bem ao adversário com Pizzi em grandíssimo plano a desequilibrar as coisas. Até ao 5-0 foi um acumular de situações que favoreciam sempre os benfiquistas, claramente moralizados e na mó de cima, perante um Sporting destroçado.

Não há humilhações no desporto, a não ser quando uma equipa desiste, quando uma equipa baixa os braços e pára de lutar. Isso não aconteceu com o Sporting. Foi uma noite muito infeliz, daquelas que acontecem a todos de tempos a tempos. Paradoxalmente viu-se que há capacidade para grandes cometimentos (com Bruno Fernandes, claro). Agora, se o capitão sair, parece-nos que o Sporting perdeu aqui a única oportunidade de ganhar algo esta temporada. Há aqui também algo a acrescentar – após um derrota perante o principal rival por 5-0 não há condições para um capitão e principal figura da equipa – idolatrado pelos adeptos – “abandonar o barco”. Simplesmente, não há. A situação ficou muito incómoda para Bruno Fernandes se a intenção era sair. Mas vamos esperar pelos próximos desenvolvimentos.

A equipa: Renan (7); Neto (6), Coates (6) – Diaby (1) 67 , Mathieu (4); Thierry (5), Doumbia (6), Acuña (6) – Borja (1) 86; Raphinha (6), Wendel (6) e Bruno Fernandes (6); Bas Dost (5) – Luiz Phellype (2) 67.

Melhor sportinguista em campo – Renan.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário