Um triunfo “obrigatório” no derby

28 de Fevereiro de 1943. Neste dia o Sporting recebeu o Benfica, no Lumiar, em jogo a contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional. Orientados por Jozef Szabo, os leões alinharam com: Azevedo; Octávio Barrosa e Álvaro Cardoso; Canário, António Lourenço e Manecas; Mourão, Daniel, Peyroteo, Pireza e João Cruz.

Depois de ter começado mal a competição, o Sporting estava em clara recuperação e uma vitória frente aos encarnados era fundamental. Pouco depois da meia hora Julinho (que seria o melhor marcador da prova) colocou os benfiquistas na frente, mas não tardou a João Cruz (foto de arquivo) restabelecer o empate, resultado com que se chegou ao intervalo. O Benfica estava muito forte e voltou a ganhar vantagem aos 52 minutos, de novo por Julinho. Os sportinguistas não esmoreceram e Mourão (66) e Peyroteo (75 minutos) acabaram por colocar o Sporting na frente do marcador.

3-2 foi o resultado final e, assim, os pupilos de Szabo continuaram na luta pelo título que se estenderia até à última jornada (acabariam por ser os encarnados a levar a melhor…).

Post to Twitter

Deixe o seu comentário