Vítor Gomes – Um bom centrocampista que se despediu “em beleza”

Vítor Manuel Gomes Lopes nasceu a 28 de Fevereiro de 1949 em Lisboa. Iniciou-se no Futebol Benfica, mas, chegado a sénior começou a dar nas vistas ao serviço da CUF do Barreiro.

Chegou ao Sporting proveniente da equipa fabril no Verão de 1975. Estreou-se a 2 de Novembro (sob o comando de Juca) em Coimbra frente ao Académico (triunfo por 4-1). Nessa 1ª época realizou 15 jogos, sendo, normalmente, uma alternativa a Nelson Fernandes no lado direito do meio-campo. Na temporada seguinte (com Jimmy Hagan) foi bastante utilizado (27 presenças) “saltando” entre várias posições do meio-campo e chegando mesmo a jogar algumas vezes no lado direito da defesa. Marcou o 1º golo num Sporting-Estoril (5-0) realizado a 30 de Abril de 1977.

Em 1977/78, tanto com Paulo Emílio como com Rodrigues Dias, assumiu maior protagonismo, alinhando habitualmente na direita do meio-campo. Ainda assim não fez o suficiente para que lhe renovassem o contrato e acabou por sair para o Marítimo.

Fez um total de 3 épocas e 60 jogos oficiais pelo Sporting tendo marcado 3 golos. A sua última partida pelos leões foi memorável, pois valeu o triunfo na Taça de Portugal (o seu único troféu) de 1977/78 frente ao FC Porto (2-1) e Vítor Gomes fez um dos golos. Foi um bom jogador que passou pelo clube, polivalente e com qualidade técnica.

Depois de estar na Ilha da Madeira alinhou ainda no Portimonense, Belenenses e Juventude de Évora, clube onde “pendurou as botas”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário