Futebol – Sp. Braga-2 Sporting-1

“Final-four” da Taça da Liga (competição que o Sporting conquistou nas duas última temporadas). Depois de ter chegado quase por “milagre” a esta fase da competição, a nossa equipa de futebol procurava dar uma alegria aos adeptos, este ano completamente “massacrados” por maus resultados.

Silas apresentou em Braga uma equipa um pouco mais “conservadora” do que é habitual: Max (7); Ristovski (5), Coates (7), Mathieu (5) e Acuña (6); Doumbia (4) – Bolasie (1) 46, Battaglia (5), Wendel (6) e Bruno Fernandes (6); Rafael Camacho (5) e Luiz Phellype (5) – Neto (5) 69.

Melhor sportinguista em campo – Coates.

Nos primeiros minutos da partida o Sporting andou um pouco “atordoado” com a nova tática e sofreu o 1º golo logo aos 8 minutos, num remate colocado de Ricardo Horta perante muito pouca oposição leonina…

Aos poucos o Sporting foi ganhando alguma consistência e acabou por chegar ao empate quase em cima do intervalo, após um livre rapidamente marcado por Bruno Fernandes que colocou Mathieu em excelente posição – e o francês não desperdiçou.

1-1 ao intervalo e boa entrada do Sporting na 2ª parte até uma expulsão patética de Bolasie aos 61 minutos (que tinha entrado ao intervalo para o lugar de Doumbia, repondo alguma normalidade tática na equipa). Pouco depois Silas colocou Neto na equipa tirando Luiz Phellype. O Sporting recuou, foi aguentando mas acabou por sofrer o 2-1 final aos 90 minutos por Paulinho (que se antecipou a Mathieu – carregou-o?), após cruzamento de Esgaio na direita e Raúl Silva ter ganho a Ristovski nas alturas.

Até final Mathieu ainda foi expulso por pontapear irrefletidamente Esgaio… e o Sporting saiu sem honra nem glória da Taça da Liga numa temporada, a todos os títulos, medonha, fazendo lembrar a de 2013…

Post to Twitter

Deixe o seu comentário