João Nogueira – Um jogador do coletivo

João Pedro Nogueira nasceu a 30 de Janeiro de 1917. Chegou ao Sporting proveniente do Carcavelinhos (onde dera nas vistas) no Verão de 1942.

Estreou-se oficialmente de verde e branco a 6 de Dezembro de 1942 num praticamente decisivo Sporting-Benfica (3-2) para o Regional lisboeta que os leões viriam a ganhar pela 16ª vez. Nessa 1ª temporada, sob o comando de Jozef Szabo, alternou com António Lourenço no centro do meio-campo, tendo realizado 18 partidas.

Na época seguinte os leões conquistaram o seu 2º Campeonato Nacional e Szabo desviou Nogueira (das 10 vezes que o utilizou) para a esquerda da linha média, onde foi alternativa ao novo recruta Eliseu. Em 1944/45 foi Veríssimo o titular, mas Nogueira voltou a ser uma opção válida (12 jogos). Os leões triunfaram na Taça de Portugal e no Regional.

1945/46 (com os técnicos Abrantes Mendes e, depois, Cândido de Oliveira) foi a sua última temporada pelo Sporting. Devido a graves problemas pessoais João Nogueira só realizou duas partidas oficiais, a última das quais a 21 de Abril de 1946 frente ao Atlético CP (2-1) para o Campeonato  numa temporada em que os leões conquistaram a sua 3ª Taça de Portugal.

Totalizou 5 épocas e 42 jogos oficiais pelo Sporting (não marcou qualquer golo), tendo ganho 1 Campeonato Nacional, duas Taças de Portugal e 2 Campeonatos Regionais de Lisboa (uma curiosidade está ligada á sua carreira, a de ter ganho títulos em todas as épocas em que jogou no Sporting).

Foi um centrocampista voluntarioso, pertencente a essa “nobre linhagem” então denominada de “defesa corta arame” que caraterizava os jogadores rijos e valentes, cheios de temperamento e fibra, dotados de invulgar espirito de combatividade e companheirismo, e que de alma e coração se entregavam à luta plenos de brio pela camisola que envergavam – a verde de leão ao peito.

Depois jogou no Beira-Mar onde esteve 3 épocas. Dirigentes do clube aveirense e amigos arranjaram-lhe colocação na Empresa “Roque” como motorista. De regresso a Lisboa empregou-se com as mesmas funções num  armazenista da capital e convidaram-no para jogar no Clube Futebol de Santa Iria onde esteve mais 3 épocas, duas como jogador e uma como treinador.

Mais tarde entrou para os Armazenistas de Mercearia como escriturário e prosseguiu a jogar futebol, no Grupo dos Armazenistas, onde reencontrou caras conhecidas como Manecas, Jesus Correia, Canário ou Rui Medeiros. Depois ainda fez uma “perninha” nas “Velhas Guardas” do Sporting, realizando vários jogos dos quais se destacou a inauguração do Estádio da Tapadinha (do Atlético Clube de Portugal). Fez também parte da” Seleção Nacional de Veteranos”.
No início dos anos 80 João Nogueira saiu do Grupo Armazenistas e foi trabalhar para uma empresa do mesmo ramo, mas agora a exercer as funções de Chefe de Armazém. Entretanto sofreu um acidente de trabalho, ficou impossibilitado de trabalhar e reformou-se. Acabou por morrer a 2 de Fevereiro de 1982, vítima dum ataque cardíaco, não sem antes se bater até à exaustão, como sempre foi seu timbre.

Nota: Este texto teve a preciosa colaboração de Manuel Chis Ferreira Nogueira, filho de João Nogueira.

Post to Twitter

Comments (2)

 

  1. alcindo says:

    Por obséquio, e porque penso que o filho acompanha de perto este site, ficou por saber onde nasceu o João Nogueira. Quem o souber, por favor, colocar aqui em comentário, para que o post fique completo.

  2. Nogueira says:

    Boa noite, informo que João Pedro Nogueira nasceu a 30 de Janeiro de 1917
    É 1944/1945 e não 1994/1945
    obrigado
    Saudações Leoninas

Deixe o seu comentário