Futebol – Sporting-3 Basaksehir-1

1/16 avos de final da Liga Europa. Jogo 334 nas competições europeias de futebol. No Alvalade o Sporting recebeu uma das equipas mais fortes do Campeonato turco, com vários jogadores de bom nível que prometia vida difícil a um Sporting instável.

Afinal tivemos um fim de tarde bem agradável. Os leões, estiveram inspirados, entraram a vencer e até podiam ter resolvido a eliminatória  tantas foram as oportunidades desperdiçadas ao longo do jogo.

Logo aos 3 minutos, canto marcado por Acuña e golo de Coates que só teve de encostar no coração da área. Nos minutos seguintes os sportinguistas criaram várias oportunidades diante dum adversário que jogou abaixo do esperado devido à bela exibição leonina.

O Sporting, bem organizado atrás, com Battaglia e Wendel a limpar a zona central, libertava Bolasie, Vietto, Jovane e Sporar para criarem constantes “dores de cabeça” aos adversários. Bolasie, Vietto e Sporar tiveram claras oportunidades para ampliar o resultado, mas desperdiçaram-nas…

Vietto “enchia” o campo, Ristovski e Acuña subiam pelas alas e Bolasie e Jovane imprimiram velocidade. Alvalade chegou a festejar novo golo aos 28 minutos, na sequência de um grande passe de Vietto a destacar Sporar. O avançado atirou ao ferro e, na recarga, Jovane marcou, mas já tinha sido assinalado o adiantamento do esloveno e não valeu.

O Basaksehir começou a acordar já perto do intervalo, conseguiu, por instantes, ter posse de bola, mas acabou por consentir o 2º golo antes do intervalo, em mais uma transição rápida do Sporting. Grande passe de Vietto, mais um, a lançar Ristovski pela direita, o lateral cruzou e Sporar com uma bela finalização de primeira estreou-se a marcar pelo Sporting.

No início da 2ª parte pouco ou nada mudou e os leões voltaram a encontrar as mesmas facilidades e chegaram ao 3-0. Jovane progrediu sem oposição, abriu para Bolasie que, por sua vez, serviu Vietto que, com apenas o guarda-redes pela frente, picou-lhe a bola por cima. Os leões tinham a eliminatória na mão nesta altura, até porque do lado dos turcos não havia sinais de reação.

Mesmo quando o Sporting cedeu a iniciativa ao adversário e recuou no terreno, o Basaksehir teve longos minutos a deixar o tempo correr sem conseguir fazer mossa. O primeiro remate do jogo dos turcos surgiu apenas à passagem da hora de jogo, com Visca a atirar com perigo e Max a defender com os pés. Nessa altura Silas tinha começado a refrescar o ataque, primeiro com Pedro Mendes a render Sporar, mais tarde com Jovane a ceder o lugar a Doumbia.

Pena que entretanto os leões ofereceram um brinde ao adversário -num lance que parecia inofensivo, Neto fez falta (duvidosa) sobre Demba Ba e, na conversão do castigo máximo, Visca reduziu a diferença. Um golo “caído dos céus” para os turcos e que deixa em aberto para a 2ª mão em Istambul.

O Sporting ainda tentou recuperar a vantagem e Bolasie esteve muito perto de fazer o 4º numa arrancada que acabou com uma bomba na trave de Gunok. Vietto também chegou a levantar as bancadas numa derradeira oportunidade, mas acertou num adversário. A verdade é que o Sporting vai para a 2ªa mão com tudo para chegar aos oitavos de final, e, acima de tudo, mostrou grande superioridade sobre o adversário.

A equipa: Max (7); Ristovski (7), Coates (8), Neto (6) e Acuña (7); Battaglia (7) e Wendel (7); Bolasie (6) – Gonzalo Plata (3) 89, Vietto (8) e Jovane (7) – Doumbia (1) 81; Sporar (7) – Pedro Mendes (2) 70.

Melhor sportinguista em campo – Vietto.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário