Voleibol – Sporting-3 Benfica-1 – A Taça é nossa!

7 de Março de 2021. Pavilhão Municipal de Santo Tirso. Depois de ter vencido a Ass. Ac. Espinho (Miguel Maia defrontou pela 1ª vez o filho) por 3-0 (25-22, 25-15 e 25-11) e o Leixões, também por 3-0 (25-11, 25-18 e 25-18), o Sporting defrontou o Benfica na final da Taça de Portugal.

Os leões não puderam contar com Gil Meireles, mas tiveram uma entrada muito forte em jogo, conseguindo uma vantagem inicial de 4-1. O SL Benfica equilibrou rapidamente as contas e empatou o jogo pela primeira vez a cinco, ao aproveitar alguns erros verdes e brancos. As águias assumiram a dianteira e chegaram mesmo a estar a vencer por 10-14, mas uma incrível recuperação da turma leonina e um parcial final de 3-0, após uma luta muito intensa e com várias reviravoltas no marcador, fez com que o Sporting CP conseguisse fechar o 1º set com uma vitória por 29-27.

Em vantagem, os leões entraram no 2º set mais tranquilos e as duas equipas andaram sempre muito próximas em termos pontuais até ao 10-10, altura em que o conjunto de Gersinho, cada vez mais confiante, colocou o pé no acelerador e começou a cavar um fosso que seria decisivo. Claramente melhor em todos os capítulos, o Sporting CP esteve sempre em vantagem desde esse momento, confirmando um novo triunfo, desta vez por 25-22.

Obrigado a reagir para não ficar pelo caminho, a equipa do Benfica venceu o 3º set por larga margem (16-25), aproveitando algumas desconcentrações dos leões, que não estiveram ao seu nível, mas tudo mudou no 4º e último set. O Sporting CP voltou a exibir-se a um nível muito superior aos encarnados e mostrou ao que vinha logo desde o início, ao alcançar uma vantagem de 3-0, ficando cada vez mais confiante com o avançar da partida.

Apesar de as águias ainda terem recuperado terreno já no final, voltando a entrar na discussão ao passar para a frente com 22-23, a formação verde e branca nunca desistiu e viu a sua persistência ser recompensada. Já depois de ambas as equipas terem tido a oportunidade de fechar o encontro ao beneficiarem de set points, o triunfo acabou por sorrir aos leões (28-26), que conquistaram assim o seu 1º troféu da temporada (4ª Taça de Portugal para o nosso historial).

A equipa: Bruno Canhoto, Éder Levi, Victor Hugo, Paulo Victor, Robinson Dvoranen, Renan da Purificação, Miguel Maia, Hugo Vinha, João Fidalgo, Miguel Maia Sá, Hélio Sanches, André Saliba, José Rojas e José Carlos Vinha.

Gersinho, o treinador, não escondeu a emoção, classificando este triunfo como inesquecível: “Estou muito feliz com este resultado e por ter vencido o 1º troféu pelo Sporting CP. Aprendi a amar este clube, gosto do dia-a-dia aqui, da relação que tenho com os treinadores das outras modalidades e com a Direcção. Acho que o Sporting CP já merecia isto depois de 26 anos sem ganhar. Não podíamos ter feito nada a menos do que fizemos hoje. Destaco a entrega que demonstrámos, mesmo passando por momentos complicados, e a forma como a equipa soube dar a volta no 1º set e também no final do último, em que voltámos a superar-nos (…) Acho que servimos bem e, em determinados momentos, estivemos bem no bloco, o que gerou alguns contra-ataques. Conseguimos vários pontos no serviço, até porque não há como marcar pontos sem arriscar. O Voleibol moderno é isso mesmo. Servimos bem e tinha mesmo de ser assim contra o SL Benfica, porque senão era muito difícil jogar contra eles (…) Quero pedir aos sportinguistas que nos continuem a apoiar. O Voleibol é uma modalidade com apenas 4 anos no Clube, está ainda em desenvolvimento e tem muito para crescer. Isso não acontece de um dia para o outro e hoje jogámos contra um adversário que, quando nós deixámos de ter Voleibol, continuou. Como o Sporting CP voltou, tem de construir tudo o que os outros continuaram a fazer. Tem de ser com calma e de forma estratégica, para que esta modalidade seja duradoura dentro do Sporting CP”.

Miguel Maia, capitão verde e branco, também se mostrou muito feliz pela conquista Taça de Portugal pelos Leões, troféu que fugia desde a temporada 1994/1995: “Já tinha estado na última conquista da Taça de Portugal, há 26 anos, e é um prazer enorme poder levantar novamente este troféu. É a prova do muito trabalho que a equipa tem vindo a fazer ao longo da época. Este projeto começou há 4 anos e fomos logo campeões, mas temos lutado contra a supremacia do SL Benfica, que tem ganho diversas competições nos últimos anos. O Sporting CP tem de aparecer nas finais e vencer como fez hoje, com muita garra e bastantes dificuldades, mas é isso que nos espera. O nosso propósito é lutar e honrar a camisola para podermos chegar a estes momentos (…) foi uma vitória especial. Este foi um fim-de-semana de grandes emoções para mim. Joguei contra o meu filho, o que foi muito especial. É algo para nunca mais esquecer, naquela que foi a minha 10ª Taça de Portugal. É um orgulho muito grande, que partilho com toda a minha família e com todos os sportinguistas. Estamos aqui para fazer crescer cada vez mais o voleibol do Sporting CP”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário