Osvaldo Silva – Era “magia” com a bola nos pés

Nasceu a 13 de Março de 1934 em Belo Horizonte – Brasil. Começou a jogar futebol no Pompeia FC. O treinador Yustrich descobriu-o depois no América trazendo-o para Portugal para jogar no FC Porto, em 1957. Num período muito conturbado pelas Antas (onde ainda assim foi campeão nacional e venceu uma Taça de Portugal) acabou por ser dispensado para o Leixões onde foi a figura principal da maior proeza da História do clube matosinhense, ao apontar o golo solitário que derrotou o FC Porto nas Antas na final da Taça de Portugal de 1962. No final dessa mesma temporada veio para o Sporting por 200 contos, e com um ordenado de 4 contos.

Estreou-se oficialmente (sob o comando de Juca) a 19 de Setembro de 1962, em Shelbourne, para a Taça dos Campeões Europeus, partida que o Sporting venceu por 2-0. 4 dias depois fez o seu 1º golo num Sporting-Oliveirense para a Taça de Portugal (4-1).

Nessa sua 1ª época no Sporting o brasileiro (jogando a interior-direito) foi, a par de Morais, o mais utilizado da equipa (41 jogos) e conseguiu um número significativo de 21 golos, ganhando a Taça de Portugal, mas seria na temporada seguinte que “explodiria” definitivamente em Alvalade. O seu futebol imprevisível feito de passes rasgados, técnica sublime e muita certeza na hora de atirar ao golo conquistou definitivamente os apaniguados sportinguistas. Foi ele a principal figura da equipa na conquista da Taça das Taças onde espantou a Europa com a categoria mostrada em confrontos, por exemplo, face ao Manchester United (marcou 3 golos na célebre vitória por 5-0) ou com o Olympique de Lyon (cujos dirigentes o quiseram contratar por 5.000 contos – uma fortuna à altura).

Ficou no Sporting até ao final da temporada 1965/66 (saiu campeão) de onde transitou para jogador-treinador no Olhanense. A sua última partida foi o Sporting-Varzim (4-0), a 2 de Janeiro de 1966, para o Campeonato, na qual marcou 1 golo.

Em Alvalade esteve um total de 4 épocas. Alinhou em 111 jogos e marcou 40 golos. Ganhou uma Taça das Taças, 1 Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal.

Após experiências como treinador noutros clubes, voltou ao Sporting em 1971 para orientar os juniores. Na magnífica época de 1974 foi adjunto de Mário Lino, dirigindo mesmo a equipa na final da Taça de Portugal (2-1 face ao Benfica). Na época seguinte foi adjunto por alguns dias de Di Stefano e depois treinador principal até à chegada de Fernando Riera. Mais tarde integraria as equipas técnicas de Jozef Venglos e John Toshack. Foi no entanto como treinador dos escalões mais jovens do clube que mais se notabilizou na função de técnico, conquistando títulos e um carinho imenso de várias gerações de talentos. Morreu a 15 de Agosto de 2003.

GOLOS de OSVALDO SILVA no SPORTING
ÉPOCA TC TT TF/U CN TP TOTAL
1962/63 0 - - 16 5 21
1963/64 - 5 - 5 0 10
1964/65 - 0 - 5 3 8
1965/66 - - 0 1 0 1
Total 0 5 0 27 8 40
OSVALDO SILVA como treinador do SPORTING
ÉPOCA J V E D GM GS % TÍTULOS
1973/74 1 1 0 0 2 1 100% TP
1974/75 13 6 5 2 21 12 65,4%
TOTAL 14 7 5 2 23 13 67,9% TP

Post to Twitter

Deixe o seu comentário