Mascarenhas – Recordista de golos num só jogo nas Competições Europeias

Domingos António da Silva, popularizado no Mundo do Futebol por Mascarenhas, nasceu a 28 de Abril de 1937 em Vila Salazar – Angola. Chegou à Metrópole em 1958 para jogar no Benfica (só lá permaneceu 1 ano), alinhando depois no Barreirense onde se notabilizou como um avançado-centro de grande eficácia. Veio para o Sporting no Verão de 1962 e logo no 1º jogo (12 de Agosto), no Troféu Elab, em Elche, marcou o golo solitário do triunfo frente ao Estrasburgo.

Estreou-se oficialmente (sob a batuta de Juca) a 23 de Setembro na receção à Oliveirense (4-1) para a Taça de Portugal, logo marcando 2 golos. Aliás, Mascarenhas marcou nos 4 primeiros jogos que fez pelo Sporting e nunca menos de 2 golos num total de 9 remates certeiros! Nessa 1ª temporada participou em 18 jogos oficiais e fez 21 golos, contribuindo para a vitória na Taça de Portugal (marcou 17 golos nessa competição, 1 deles na final). Ainda assim, só mesmo na Taça era titular, pois jogou relativamente pouco no Campeonato.

O ano seguinte foi glorioso, com a conquista da Taça das Taças (na qual foi o melhor marcador com 11 golos). Mascarenhas fez uma boa temporada como 1ª opção para o centro do ataque. Na inesquecível noite de 13 de Novembro de 1963 num triunfo (também ele recorde) de 16-1 frente ao Apoel Nicosia, Mascarenhas bateu o recorde europeu de mais golos marcados num jogo para as competições da UEFA (6), que se mantém.

Estranhamente perdeu protagonismo de forma vertiginosa na temporada seguinte (que acabou por ser a sua última no Sporting). Participou apenas em 6 jogos e marcou 1 golo, o seu último, a 9 de Maio de 1965 frente ao Sp. Braga para o Campeonato (3-1). Jogou pela última vez a 30 de Junho de 1965, em Setúbal, para a Taça de Portugal (0-2).

Esteve um total de 3 épocas no Sporting tendo marcado presença em 56 jogos oficiais e marcado 44 golos. Ganhou uma Taça das Taças e uma Taça de Portugal. É o melhor marcador de sempre do clube na Taça das Taças (11 golos). De Alvalade voltou ao Barreirense, passando depois por CUF, Peniche e Riopele (onde concluiu a carreira de futebolista).

Ao longo dos anos mereceu algumas homenagens (justificadíssimas) por parte do Sporting, pois, se mais não fosse, desempenhou um papel muito importante na conquista mais importante da História do Futebol do clube leonino.

Morreu a 25 de Agosto de 2015, aos 78 anos.

GOLOS de MACARENHAS no SPORTING
ÉPOCA TC TT CN TP TOTAL
1962/63 2 - 2 17 21
1963/64 - 11 9 2 22
1964/65 - 0 1 0 1
Total 2 11 12 19 44

Post to Twitter

Deixe o seu comentário