Campeonato Nacional de Crosse para Albano Martins numa época espetacular

29 de Abril de 1923. Albano Martins, a fazer uma época notável, sagrou-se neste dia Campeão de Portugal de Crosse (pela 1ª vez e 3ª para um sportinguista). Pelo Sporting correram também Cecílio Costa, Tomaz Brandão e David Bernardes.

Albano e Cecílio estiveram sempre à cabeça da corrida, doseando o esforço. Na parte final Domingos Jorge (dos Vendedores de Jornais) aproximou-se, mas para o sprint final já só partiram os 2 sportinguistas. A luta foi renhida sendo Albano o mais forte, triunfando por cerca de 6 metros. David Bernardes foi 12º.

O regulamento deixava dúvidas, mas por equipas venceram os Vendedores de Jornais, pois em vez de contar (como habitualmente) a classificação dos 3 primeiros de cada equipa, contou a classificação de todos…

Para Albano Martins esta magnífica época começara já no 2º crosse organizado pelo jornal “Os Sports”. O atleta sportinguista dominou como quis vencendo com grande àvontade uma prova que teve a partida e a chegada no campo do Sporting. Seguiu-se a prova por equipas em estafeta denominada Volta ao Porto, na qual foi a principal figura da equipa leonina, que triunfou com clareza.

Já depois de Albano se ter sagrado Campeão Nacional de Crosse, venceu, no Campeonato Regional de Atletismo, os 400, 1.500 e 3.000 metros, enquanto nos Nacionais contribuiu para o triunfo na estafeta de 4X400 metros. Campeão do clube nos 800, 1.500 e 5.000 metros, Albano Martins seria recordista nacional destas disciplinas (com exceção dos 400 metros) de 1922 a 1925! Como se tudo isto não bastasse, e demonstrando a sua condição de excelente atleta, foi Campeão Regional do sul de Boxe em meios-médios, demonstrando uma resistência indomável!

Post to Twitter

Deixe o seu comentário