O 1º Crosse realizado em Portugal

7 de Maio de 1911. A disciplina desportiva que mais significativos títulos deu ao Sporting nos seus mais de 100 anos de História teve o seu eclodir neste dia, em que se realizou o 1º corta-mato em Portugal.

A partida deu-se do campo de futebol do Sporting. A comissão organizadora foi formada por Cândido da Silva, Augusto Sabbo e João Figueiredo. O júri era constituído por José Pontes, César de Mello e Pedro del Negro, e teve como missão deferir ou não, em última instância, as desqualificações impostas pelos fiscais de pista (que fiscalizaram, cada um, uma parte do percurso para constatar que não haveria “batotice”), para alem de fazer a distribuição dos prémios no domingo seguinte ao da corrida.

Os concorrentes do Sporting Clube de Portugal (alinhados na foto) a esta prova pioneira foram Matias de Carvalho (1), Joaquim Pires (26), Augusto Barros (40), Amadeu Barros (9), Ricardo del Negro (20) e Álvaro Ferreira (12). Além do Sporting, concorreram ainda as equipas do Império, CIF, Ginásio Clube Português, Sport Lisboa e Benfica, Atheneu Comercial de Lisboa, Sport Grupo Progresso e Escola Académica.

No final, a vitória sorriu ao benfiquista (que ficaria tristemente célebre por morrer em pleno esforço na maratona dos Jogos Olímpicos de Estocolmo de 1912) Francisco Lázaro. O melhor sportinguista seria Matias de Carvalho, em 3º lugar. Por equipas venceu o Império, seguido do Sporting e do Benfica. Os prémios dados pela Comissão constaram de uma taça para a equipa classificada com menor número de pontos e objetos de valor artístico para os melhor classificados individualmente. Todos estariam, com certeza, muito longe de perspetivar o futuro explendoroso a nível nacional, europeu e mundial que estaria reservado para esta variante do Atletismo ao Sporting Clube de Portugal.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário