1998 – Voltaram os “magos da raqueta”

29 de Março de 1998. Após 2 anos de interregno o Sporting conquistou o seu 24º título nacional de Ténis de Mesa, igualando o Benfica no ranking da prova. Na final do play-off, depois de perder na Madeira com o S. Roque por 4-2, o Sporting triunfou em Alvalade por 4-3 e na negra por 3-1.

No confronto derradeiro Vladimir Marinkevich, Rogério Alfar e Pedro Miguel estiveram em grande nível. A vitória de Rogério Alfar sobre Artur Silva (com quem tinha perdido no 1º jogo) foi fundamental, mas também a vitória em pares de Marinkevich e Alfar foi decisiva. A Sala de Alvalade esteve cheia para estes encontros, com um constante e caloroso apoio aos jogadores.

No final o delírio foi tanto para os elementos constituintes da equipa como para os adeptos. Na hora de atribução das medalhas, o público sportinguista soube tributar uma justa ovação à turma madeirense.

Para o ucraniano Vladimir Marinkevich: “No início era quase inimaginável que pudessemos vir a saborear este inesquecível momento, mas a entrega ao trabalho, a amizade no grupo e a fé em vencer deram-nos força para alcançarmos a vitória final.”

Para o campeoníssimo Pedro Miguel: “Este é o meu 12º título e tem um significado especial. Foi o prémio da amizade e espírito de sacrifício. Estou há 20 anos no Sporting e sempre houve este espírito, mesmo com os estrangeiros – primeiro Chen Shi-Chao e agora Marinkevich.”

Rogério Alfar foi pela 4ª vez Campeão Nacional em 6 anos de Sporting. Conseguiria semanas mais tarde os títulos de Campeão Nacional de seniores e Campeão absoluto de Portugal, ambos pela 1ª vez ao serviço dos leões.

Na foto, a equipa campeã nacional: Pedro Miguel, Tiago Rocha, Rogério Alfar e Vladimir Marinkevich.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário