3-1 em “casa” do Benfica no caminho para o título Regional

6 de Abril de 1919. Foi de grande luta o Campeonato de Lisboa de 1918/19. A equipa leonina começou mal, com uma derrota no Campo Grande frente ao Benfica. Depois ainda voltaria a perder em “casa”, com o Vitória de Setúbal, mas a partir daí ninguém mais “segurou o leão”. No terreno dos benfiquistas, por exemplo, e perante uma numerosíssima assistência, os verdes sairiam vencedores por 3-1 numa partida disputada com grande ardor e vontade de vencer.

Alfredo Perdigão era o homem que comandava a equipa, que formou assim: Quintela; Amadeu Cruz e Jorge Vieira; Joaquim Caetano, Artur José Pereira e Boaventura da Silva; Torres Pereira, Jaime Gonçalves, Perdigão, Jusa e Marcelino.

O Benfica marcou primeiro mas os leões reagiram de forma enérgica e Perdigão empatou na recarga a um remate à trave. O Sporting continuou a carregar e fez o 2-1 por Jusa, num tiro de longe. Já na 2ª parte Artur José Pereira estabeleceu o resultado final após a marcação dum pontapé de canto.

Perdigão, Boaventura da Silva e Artur José Pereira foram os homens mais em foco entre os sportinguistas, e rezam as crónicas da altura que “a arbitragem não foi das melhores…”.

Na foto, a equipa que alinhou nessa tarde. Da esquerda para a direita: Torres Pereira, Jusa, Joaquim Caetano, Artur José Pereira, Boaventura da Silva, Jorge Vieira, Marcelino, Amadeu Cruz, Quintela, Perdigão e Jaime Gonçalves.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário