O “vício” de ganhar finais ao Benfica

27 de Maio de 1917. A equipa de Futebol do Sporting foi jogar a Sete Rios (terreno do rival) a 3ª Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa (uma competição de enorme prestígio na altura), e, mais uma vez (3ª conscutiva), os leões levaram a melhor.

Ante uma assistência enorme não foi fácil arranjar um árbitro, mas com o movimento de várias influências, lá acedeu Boo-Koolberg (um desportista de grande nomeada), a apitar a partida, o que fez de forma correta e imparcial.

O Sporting alinhou com: Carlos Ferrando da Silva; Amadeu Cruz e Jorge Vieira; Gastão Ferraz, Artur José Pereira e Boaventura da Silva; Francisco Stromp, Jaime Gonçalves, Perdigão, Loureiro e Marcelino.

Segundo o periódico “Sport de Lisboa”: “A maior parte do jogo foi jogada ao acaso, sem combinação, intenção ou colocação”. Na 1ª parte não houve golos, apesar dos sportinguistas terem o vento a favor. Julgava-se que no 2º tempo o Benfica poderia ganhar, mas o Sporting marcou primeiro numa jogada de grande atrapalhação. Os leões, moralizados, continuaram a carregar e fizeram o 2-0. O jogo tornou-se cada vez mais impetuoso e rápido, e, de penalty, Jaime aumentou a conta para 3-0. Começou então a notar-se o cansaço nos contendores, os benfiquistas ainda reduziram, mas o Sporting aumentou logo a seguir para 4-1. Artur José Pereira e Loureiro foram expulsos antes do fim, tal como o benfiquista Francisco Pereira.

Em “O Século” referiu-se que: “A vitória do Sporting foi incontestável. Ganhou porque é melhor, porque tem mais valor”. Em termos individuais, Artur José Pereira (foto de arquivo), “inigualável meia-defesa centro, com bastante colocação, muito golpe de vista e oportunidade enérgica”, esteve muito bem. Jorge Vieira, “explêndido defesa, pontapé fortíssimo com bastante direção”, também esteve em foco, assim como o guarda-redes Carlos Ferrando da Silva, “muito seguro”. Boaventura da Silva, Jaime Gonçalves e Francisco Stromp não estiveram nos seus melhores dias, tal como Marcelino. Esta foi a 5ª final entre Sporting e Benfica (3ª para a Taça de Honra), e pela 5ª vez os sportinguistas levaram a melhor!

Post to Twitter

Deixe o seu comentário