Triunfo leonino na 1ª Taça de Honra da AFL em Futebol

30 de Maio de 1915. Neste dia, pouco mais de 2 meses depois de se ter sagrado Campeão Regional pela 1ª vez, nova grande e significativa vitória leonina, agora na 1ª Taça de Honra da Associação de Futebol de Lisboa.

O Presidente da República e vários ministros marcaram presença numa partida que era encarada pelos benfiquistas como uma desforra onde não poderiam falhar (isto depois dos leões terem batido o Lisboa FC por 4-0 na meia-final).

No Stadium de Lisboa, sob a arbitragem do mítico jogador do Carcavelos Henry Frood, e com uma numerosíssima assistência, o Sporting alinhou com: Jorge Morice; Amadeu Cruz e Jorge Vieira; Raúl Barros, Artur José Pereira e Boaventura da Silva; António Stromp, António Rosa Rodrigues, Francisco Stromp (cap), Jaime Gonçalves e Armour.

Segundo a imprensa da época o jogo não teve grande beleza, mas muita energia e coragem de parte a parte. Assistiu-se a várias jogadas de belo efeito que falharam quase sempre no momento final de atirar à baliza. Aos 28 minutos os leões inauguraram o marcador por Francisco Stromp, com um pontapé magistral após combinação com o seu irmão António. O Sporting, animado, ainda procurou aumentar a vantagem, mas antes do intervalo foi Jorge Morice, com uma excelente defesa, a negar o empate.

No 2º período continuou o Sporting a ser dominador, mas o Benfica de quando em vez respondia perante a atenção do guardião leonino. A certa altura Alberto Rio conseguiu o empate, e poucas vezes se havia assistido nos campos de Lisboa a semelhantes manifestações de júbilo.

O Sporting sentiu o tento adversário e vacilou um pouco, mas rapidamente se restabeleceu, acabando por chegar ao 2-1 numa jogada super-confusa concluída por António Rosa Rodrigues. O Benfica caiu na real, acabando por ceder à superioridade adversária. O 3-1, por Armour (foto de arquivo), chegou naturalmente, já perto do fim, na conclusão duma avançada rápida.

O Sporting voltou a venceu o seu grande rival, e com toda a justiça. Para os leões, era o culminar perfeito duma época futebolística inesquecível, tendo mostrado mais uma vez a sua superioridade.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário