1981 – Tetra-Campeões de Andebol

13 de Junho de 1981. Nesse dia o Sporting conquistou o título nacional de Andebol, 14º e  4º consecutivo, ao derrotar o FC Porto na partida decisiva por 26-19. O pavilhão de Alvalade estava positivamente a “escaldar”. Nas bancadas, muita gente em tronco nu e calções. Dezenas de bandeiras verdes agitadas, o jogo era decisivo, e quem ganhasse conquistava o Campeonato.

Ao intervalo o Sporting chegou com a vantagem de 12-9. O FC Porto reagiu até aos 13-11, mas o Sporting arrancou para 18-11 decidindo aí o nome do novo campeão.

Depois das saídas de João Gonçalves para o Benfica e de João Manuel para o FC Porto, foi com alguma surpresa que o Sporting conquistou este título, mas a experiência de elementos como Brito, Franco e José Manuel foi determinante.

A equipa mostrou-se muito unida em busca dum objetivo comum. O Sporting defendia com grande garra e mostrava uma excelente condição física que o fazia não ter quebras assinaláveis durante os jogos.

Ângelo Pintado e o guarda-redes Pedro Miguel foram passeados em ombros pelos adeptos leoninos. Para o treinador: “Creio que ninguém pode ter dúvidas da superioridade da minha equipa. Fomos melhores em todos os aspetos. Estou contentíssimo por termos ganho a Taça e o Campeonato. Eu estive muito tempo no Benfica e era olhado com alguma desconfiança no Sporting, mas com esta época plena de êxitos julgo que consegui a confiança de todos”.

O Sporting jogou nesta inesquecível partida com: Pedro Miguel (Carlos Silva); José Manuel (5), Carlos Correia, Vasco Vasconcelos (1), Agostinho, Miranda (3), Sousa, Costa (3), Brito (2), Bernardo (2) e Franco (10).

Foto: Uma das equipas mais utilizadas pelos leões na temporada 1980/81.

Post to Twitter

Comments (2)

 

  1. sporting canal says:

    Obrigado pela sua participação, mas a foto não se refere especificamente ao jogo em causa, mas sim a uma das equipas utilizadas durante a temporada 80/81.

  2. Luis Filipe Ferreira says:

    Na foto, o primeiro jogador (de pé) é o Luís Filipe (15) e não o Sousa, que não jogou.

Deixe o seu comentário