Goleada ao Benfica para a Taça de Portugal

28 de Junho de 1942. Poucas semanas depois de ter perdido o Campeonato para o Benfica, o Sporting recebeu (no Lumiar) o seu grande rival encarnado em jogo a contar para os quartos-de-final da Taça de Portugal.

A expetativa era enorme para ver até que ponto os benfiquistas confirmariam a sua superioridade ou se, por outro lado, seriam os leões a provar que continuavam a ser os melhores. Jozef Szabo era o treinador sportinguista, tendo feito alinhar a seguinte equipa: Dores; Rua de Araújo e Álvaro Cardoso; Paciência, Daniel e Manecas; Mourão, Soeiro, Peyroteo, Pireza e João Cruz.

O Sporting, de orgulho ferido, lançou-se no ataque desde o apito inicial do árbitro portuense Vieira da Costa. Logo aos 6 minutos o extremo-esquerdo João Cruz abriu as hostilidades. Numa partida em que os verde e brancos passearam a sua classe, Peyroteo aumentou a contagem para 2-0 aos 42 minutos, resultado com que chegou o descanso.

Na 2ª parte os forasteiros tentaram reagir mas a tarde era intensamente verde. Aos 53 minutos Soeiro acabou com todas e quaisquer dúvidas que ainda pudessem existir fazendo o 3-0. A um quarto de hora do fim Pireza fechou a conta em 4-0 – uma goleada muito saborosa para a falange leonina, ideal para fazer esquecer um Campeonato perdido por (na opinião de muitos) claro excesso de confiança…

Na foto, João Cruz, uma das grandes figuras do jogo.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário