Américo Raposo e Sporting dominaram a grande “clássica” do Ciclismo português

11 de Julho de 1954. No 25º Porto-Lisboa (uma prova que na altura tinha um prestígio enorme, constituindo a grande “clássica” do nosso Ciclismo), o sportinguista Américo Raposo venceu após vigoroso e disputado sprint na pista do Estádio José Alvalade.

A prova foi muito tática, com os melhores ciclistas a vigiarem-se mutuamente. Só na Calçada de Carriche se destacou um pequeno grupo, parte do qual perdeu vantagem por se ter enganado no percurso à entrada do Estádio, e Américo Raposo (treinado por Eduardo Lopes – um antigo ciclista que também passara pelo Sporting) acabou por não dar hipóteses a ninguém. Pedro Polainas em 2º e Fernando Moreira em 4º ajudaram a garantir o triunfo coletivo do Sporting, que venceu assim em toda a linha.

Individualmente esta foi a 6ª vitória leonina na competição.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário