Uma equipa fabulosa no 1º Circuito Nacional de Futebol de Praia

22 de Agosto de 2010. Neste dia a equipa de Futebol de Praia do Sporting sagrou-se vencedora do 1º Circuito Nacional da modalidade – oficioso, porque ainda sem a égide da Federação Portuguesa de Futebol.

O jogo decisivo foi frente ao Benfica, a quem o Sporting derrotou por 5-2. Os encarnados marcaram primeiro, mas com um golo acrobático de Alan e outro de Bruno Novo os leões chegaram ao final do 1º período à frente. No 2º período o Sporting dilatou a vantagem com um grande golo do internacional brasileiro Bruno Malias. Já no último período foi Madjer (que se sagraria o melhor marcador da competição) a fazer 2 golos, após o que o Benfica reduziu para o 5-2 final.

O Sporting terminou a prova com 7 vitórias em 7 jogos, 48-9 em golos. Madjer foi o melhor marcador da competição com 10 golos.

Antes os sportinguistas já tinham derrotado o Sotão por 6-0 (Alan2, Bruno Malias2, Bruno Novo e Jordan), o FC Porto por 6-3 (Alan2, Bruno Malias, Ddi, Jordan e Bruno Novo), a Naval por 5-2 (Madjer3, Jordan e Bruno Novo), o Vitória de Guimarães por 6-0 (Duda2, Jordan2 e Bruno Novo2), o Vitória de Setúbal por 8-2 (Belchior3, Alan3, Madjer e Bruno Malias) e o Varzim por 12-0 (Madjer4, Belchior3, Bruno Novo2, Bruno Malias, Alan e Bilro).

No final o treinador Jhony Conceição afirmou: “Sentimo-nos realizados. Começámos este projecto convictos de que iriamos ter sucesso e isso não nos tirou o rigor e a concentração ao longo desta caminhada. Diziam que tinhamos o melhor conjunto de jogadores, mas eu sempre relembrei que nos desportos coletivos nem sempre os melhores jogadores fazem as melhores equipas. Esse foi o grande mérito destes jogadores, conseguirem colocar ao serviço do coletivo todo o seu valor individual. Fomos um exemplo para as outras equipas que queiram seguir mais a sério nesta modalidade. Ganhámos com todo o mérito”.

Madjer, o capitão e principal vedeta da equipa, referiu: “Acima de tudo é uma imensa honra jogar neste grande clube, para mim o melhor do mundo. A superioridade do Sporting foi sempre evidente ao longo da prova, mas temos de dar os parabéns ao Benfica pela entrega. Têm muitos jogadores que nos conhecem e sabíamos que iam entrar com outras armas. Conseguimos contrariar essas armas com o que tinhamos, que é a técnica. Foi o jogo mais complicado, não só pelo nível técnico das equipas mas pelo nervosismo que vem ao de cima por ser um Sporting-Benfica”.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário