1948 – Época memorável para o Atletismo sportinguista

22 de Agosto de 1948. Neste dia o Sporting sagrou-se Campeão Nacional de Atletismo em masculinos pela 6ª vez. Os leões obtiveram 10 triunfos individuais. Manuel Silva voltou a triunfar nas suas especialidades (disco, martelo e peso), enquanto Francisco Bastos o conseguiu igualar ao obter também 3 vitórias (800, 1.500 e 4X400 metros). Os vencedores e as marcas:

400m barreiras – Manuel Coelho – 59,7s

800m – Francisco Bastos – 2m00,3s

1.500m – Francisco Bastos – 4m14,6s

4X400m – Manuel Coelho, João Jacinto, Francisco Bastos e Artur Dias – 3m39s

5.000m – Filipe Luís – 15m40s

Comprimento – Álvaro Dias – 7m09cm

Dardo – João Muralha – 49m63cm

Disco – Manuel da Silva – 39m81cm

Martelo – Manuel da Silva – 42m

Peso – Manuel da Silva – 13m32,5cm

O Sporting obteve 154 pontos contra 146 do Benfica e 11 do FC Porto.

No setor feminino as coisas não correram tão bem. As leoas não conseguiram qualquer título individual e classificaram-se no 2º lugar.

Mas a glória na temporada de 1948 no Atletismo foi muito para além do título nacional masculino de pista. As vitórias começaram logo a 15 de Fevereiro no Crosse Nacional, no qual o Sporting venceu individual (Filipe Luís) e coletivamente (Afonso Marques foi 3º e Manuel Nogueira 6º). Uma semana depois os leões triunfaram pela 3ª vez consecutiva (5ª no total) na estafeta Cascais-Lisboa (Francisco Bastos, Afonso Marques, Filipe Luís, Joaquim Quaresma e Álvaro Conde foram os obreiros do triunfo). Na 1ª semana de Março Filipe Luís sagrou-se campeão nacional de meio-fundo ao triunfar nos 15km de Estrada – uma prova disputada em Sacavém na qual o Sporting também venceu coletivamente (Afonso Marques foi 3º e Cândido Pinto foi 5º).

A época de pista iniciou-se com o Campeonato Regional. Na vertente masculina os leões triunfaram com 26 pontos de avanço do Benfica. As vitórias individuais foram 11, avultando a obtenção de 3 recordes nacionais (Francisco Bastos nos 1.500 metros com 4m08,7s; Manuel Coelho, João Jacinto, Domingos Canhão e Artur Dias nos 4X400 metros com 3m10,2s e Manuel da Silva no lançamento do peso com 13m95cm). Aliás, Manuel da Silva foi a grande figura da equipa com 3 triunfos (disco, martelo e peso). O polícia-sinaleiro, ex-pugilista do Ginásio Clube Português, já recordista ibérico do lançamento do martelo, confirmava-se assim com o homem mais forte de Portugal! Nas senhoras o Sporting também foi Campeão Regional, destacando-se a prestação de Natália Cunha (que obteve 3 dos 5 títulos da equipa – altura, disco e peso) ao bater o recorde nacional do lançamento do peso com 9m37cm.

Depois vieram os nacionais (já referidos) e no dealbar da temporada ainda houve tempo para Afonso Marques e a equipa do Sporting triunfarem no Grande Prémio do Natal, uma organização do Sporting e do jornal “A Bola” que transformou as ruas e avenidas da capital numa festa gigantesca.

Foto: Francisco Bastos

Post to Twitter

Deixe o seu comentário