Damas em grande no Torneio Internacional de San Sebastian

6 de Setembro de 1971. O Sporting iniciou bem a época ao triunfar no Torneio de S. Sebastian. O 1º jogo foi entre o Honved e a equipa da casa, tendo os húngaros triunfado por 4-0. Depois veio o Sporting-Honved que se saldou  por um empate a 1 golo (marcou Peres). Segundo o regulamento da prova não podia haver empates, pelo que se recorreu à marcação de grandes-penalidades na qual o Sporting levou a melhor, tendo Damas defendido 3 pontapés em 10, e ainda marcado 1.

Assim, no último jogo, o Sporting teria de derrotar a Real Sociedad para alcançar o troféu. No Estádio Atocha os leões (orientados por Fernando Vaz) alinharam com: Damas; Pedro Gomes, Caló, José Carlos e Hilário; Tomé (Alexandre Baptista), Peres e Dinis; Marinho (Manaca), Nélson e Lourenço (Pedras).

O jogo foi disputado com muita garra. A equipa basca queria limpar a má imagem deixada no 1º jogo e vingar-se também da derrota sofrida 15 dias antes em Lisboa perante o Sporting (por 1-0, golo de Lourenço). Os lisboetas não se deixaram influenciar, do que resultou uma partida muito interessante com boas oportunidades de golo de parte a parte – as do Sporting falhadas por alguma imperícia e as da Real Sociedad pela extraordinária exibição de Damas.

Ainda assim um golo aconteceu, e foi esse golo que decidiu o Torneio. Foi aos 22 minutos de jogo. Tomé, a meio campo, lançou Dinis na extrema esquerda. O habilidoso ala do Sporting conseguiu levar a bola com várias fintas até às imediações da área espanhola e aí tentou colocar o esférico em Nélson, na zona frontal. A bola não chegou ao seu destino, porque Gorriti a intercetou de cabeça, mas fê-lo para trás, enganando o seu próprio guarda-redes.

A feição de jogo não se alterou, e até final tanto o Sporting poderia ter elevado a vantagem como os locais podiam ter empatado. De realçar a excelente exibição de toda a defesa sportinguista, com particular realce para Damas (que esteve excecional) e José Carlos.

No final o presidente do “Ayuntamento” entregou a taça correspondente ao vencedor do 5º Troféu de San Sabastian aos leões. Os próprios responsáveis da equipa basca reconheceram que o Sporting havia sido o vencedor justo, pois mostrara-se uma equipa com índices técnicos superiores à sua.

Foto: Imagem de arquivo de Damas, a grande figura do Sporting no triunfo no Torneio Internacional de San Sebastian.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário