1961 – Na pista e na estrada, Atletismo leonino ganhou em todas as frentes

13 de Agosto de 1961. Num mês alucinante (pleno de êxitos), o Sporting sagrou-se Campeão Nacional de Atletismo em pista (pela 13ª vez e com 27 pontos de avanço do Benfica). Pedro de Almeida, em grande destaque, bateu o recorde nacional do salto em comprimento com 7m38cm. Este atleta com 2 títulos e Manuel Oliveira com outros 2, foram as principais figuras do coletivo. Os triunfos individuais:

110m barreiras – Pedro de Almeida

800m – Rogério Gonçalves

1.500m – Manuel de Oliveira

4X400m – Neves da Silva, Jesus, Valentim e Rogério Gonçalves

3.000m obstáculos – Joaquim Ferreira

5.000m – Manuel de Oliveira

10.000m – Álvaro Conde

Altura – Júlio Fernandes

Comprimento – Pedro de Almeida – 7,38m (RN)

Triplo-Salto – Hélio Andrade

Vara – António Silva

Uma semana se passou e foram as senhoras a ganhar o Nacional (pela 6ª vez) que se realizou no Estádio das Antas, no Porto. Francelina Anacleto voltou a bater a marca do comprimento com 4m98cm. Lídia Faria, com 3 títulos (4X100 metros, disco e peso) brilhou a grande altura. As campeãs:

100m – Francelina Anacleto – 13,2s

200m – Maria Fernanda Costa – 28,4s

4X100m – Eulália Mendes, Lídia Faria, Maria Preciosa Costa e Maria Fernanda Costa – 53,6s

Comprimento – Francelina Anacleto – 4m98cm (RN)

Disco – Lídia Faria – 31m03cm

Peso – Lídia Faria – 9m37cm

Num torneio em Alvalade, a 25 de Agosto, Manuel Oliveira bateu o recorde nacional dos 10.000 metros na 1ª vez que percorreu a distância (!), fazendo 30m36,0s.

Já em Setembro os leões venceram como habitualmente a Taça Dr. Fernando Amado, fechando a época com “chave de ouro”.

Será no entanto de sublinhar que os êxitos da temporada de 1961 na pista e na estrada  começaram logo na S. Silvestre de Lisboa com o triunfo de Manuel Marques perante muitos milhares de pessoas. Entretanto Manuel Oliveira ia brilhando no Brasil, ao obter o 4º lugar na sua estreia na S. Silvestre de S. Paulo e ao ganhar os clássicos 5.000 metros do Pacaembu.

No início de Abril os leões ganharam o Torneio Primavera após “apertada” luta com o Benfica. Uma semana depois regressou a Estafeta Cascais-Lisboa após 5 anos de interregno. A equipa do Sporting constituída por Feliciano Marques, Álvaro Conde, Armando Aldegalega, Joaquim Ferreira e Manuel Oliveira bateu a do Benfica por mais de 2 minutos numa demonstração de grande superioridade.

3 semanas mais tarde, Manuel Oliveira (já um verdadeiro fenómeno) conquistou o troféu “Hórreo de Plata” ao ser considerado o melhor atleta num concurso disputado em Vigo no Estádio de Balaídos. Oliveira venceu os 5.000 metros com 14m17,8s, batendo todos os principais atletas espanhóis.

Em finais de Junho o Sporting venceu o Troféu Tereza Herrera (a equipa de Futebol conquistaria a mesma competição no dia seguinte), com 6 vitórias individuais, onde avultou Valentim Baptista, que igualou o recorde nacional dos 400 metros com 48,2s.

No início do Verão, os leões arrebataram o 6º título consecutivo nos Regionais, conquistando 12 vitórias. Uma semana se passou e Francelina Anacleto (grande temporada) obteve novo máximo nacional no salto em comprimento com 4m75cm, numa reunião em Alvalade.

Já em Agosto, as leoas alcançariam o título regional, no Estádio Nacional, obtendo aí o recorde nacional dos 4X100 metros com Lídia Faria, Francelina Anacleto, Preciosa Costa e Fernanda Costa a obterem 52,8s.

Foto: Pedro de Almeida

Post to Twitter

Deixe o seu comentário