Golaços de Van Wolfswinkel e Insúa derrotaram Lazio num jogo hollywoodesco

29 de Setembro de 2011. Para a 2ª jornada da Liga Europa, o Sporting recebeu em Alvalade (perante cerca de 34.000 pessoas) a equipa italiana da Lazio de Roma. Numa fase de 4 vitórias consecutivas e há 6 jogos sem marcar menos de 2 golos, os leões contaram com a presença em massa dos seus adeptos procurando empurrar a equipa para mais uma vitória importante.

Sem Elias, não podia alinhar nesta competição nessa temporada (já jogara pelo Atlético de Madrid), Domingos Paciência escolheu a seguinte equipa: Rui Patrício; João Pereira, Onyewu, Anderson Polga e Insúa; Rinaudo, Matias Fernández (André Santos 69) e Schaars; André Carrillo (Evaldo 52), Van Wolfswinkel e Diego Capel  (Daniel Carriço 74).

O jogo começou equilibrado, muito competitivo. Aos 14 minutos Insúa (grande exibição) rematou forte, a bola tabelou num adversário e Marchetti defendeu bem. Aos 20, após um cruzamento de Diego Capel de pé direito, Van Wolfswinkel emendou de forma sublime de calcanhar inaugurando o marcador.

O jogo continuou na mesma toada, com um Sporting agressivo e empreendedor perante uma Lazio com vários jogadores de muita qualidade. Aos 39 minutos, após um livre da direita, a defesa sportinguista não conseguiu cortar e Klose emendou ao 2º poste empatando a contenda.

Quase em cima do intervalo Carrillo, após uma excelente iniciativa, meteu muito bem em Van Wolfswinkel que rematou a rasar o poste. 2 minutos para além dos 45, num pontapé de ressaca, Insúa marcou um golo fantástico, levando os leões em vantagem para o intervalo.

Após uma excelente 1ª parte ninguém esperava o que se passou no 2º tempo. É que tudo se alterou com o 2º amarelo a Insúa (forçado) logo aos 50 minutos. A partir daí, em inferioridade numérica, o Sporting passou por vários momentos de aflição até ao final, valendo a enorme solidariedade da equipa.

Domingos foi mexendo no conjunto procurando dar-lhe consistência defensiva e mais frescura física. Entretanto o árbitro belga Serge Gumienny perdoou o 2º amarelo por duas vezes a homens da Lazio. Já para além da hora Sculli recebeu a bola (em fora-de-jogo) e depois foi carregado na área (clara precipitação de Daniel Carriço). A equipa de arbitragem emendou um erro com outro e nada assinalou…

O final chegou com uma vitória saborosíssima, tão certa quanto sofrida, do Sporting após uma 2ª parte com uma intensidade incrível. Individualmente Rinaudo voltou a “encher” o campo. Van Wolfswinkel marcou um golo extraordinário e teve várias outras ações muito interessantes (acabou de rastos fisicamente). Insúa também fez um golaço e foi injustamente expulso (ambos os amarelos foram forçados) – para além disso realizou uma boa exibição. Diego Capel esteve muito bem, com cruzamentos magníficos e muitas iniciativas de qualidade. Schaars mostrava cada vez maior consistência e Carrillo também criou desequilibrios, embora tenha estado algo individualista. Quase toda a restante equipa esteve num plano bem positivo, embora todos os jogadores que saltaram do banco não tenham sido felizes.

Com este triunfo, o 111º nas competições europeias de Futebol, o Sporting liderava o seu grupo da Liga Europa com 6 pontos, contra 2 do Vaslui e 1 da Lazio e do Zurique.

video

Post to Twitter

Deixe o seu comentário