Pedras – Centrocampista goleador

José Maria de Freitas Pereira nasceu a 29 de Outubro de 1941 em Guimarães. O seu pai era ourives e popularmente conhecido por Pedras, alcunha que “pegou” para o filho mais novo.

Logo durante a infância o miúdo José Maria, naquela altura mais conhecido por Zé ou Russo (dada a cor alourada do seu cabelo), começou a revelar todo o seu potencial para a prática do futebol, nomeadamente nos jogos dos miúdos disputados entre os bairros e as ruas da cidade de Guimarães. Rapidamente foi para o Vitória (onde se tornou internacional junior) e despontou na equipa principal com apenas 18 anos – na temporada 1960/61, lançado pelo treinador Artur Quaresma. Teve então momentos de grande protagonismo, tornando-se uma das maiores esperanças do futebol português devido ao seu inquestionável talento.

Aos 20 anos já era contratado pelo Benfica, onde nunca se conseguiu impôr mas conquistou 3 Campeonatos. Em 1966 foi para o Vitória de Setúbal (onde ganhou uma Taça de Portugal e se tornou internacional A)

Chegou ao Sporting no Verão de 1968. Estreou-se oficialmente (com o treinador Fernando Caiado) a 8 de Setembro numa receção ao Varzim para a 1ª jornada do Campeonato (5-0) e logo aí marcou pela 1ª vez. Como médio-centro (com bastante propensão ofensiva) realizou uma temporada de estreia magnífica. Foi utilizado em todos os jogos oficiais (37) e marcou 10 golos, mas ficou o “sabor amargo” de não ter conquistado títulos coletivos.

Na temporada seguinte, com Fernando Vaz, e também em virtude do regresso de Peres e da mudança de figurino tático, passou a ter uma presença menos efetiva na equipa (13 jogos e 4 golos) mas pôde festejar a conquista do Campeonato Nacional (13º para as cores leoninas).

1970/71 foi o seu último ano no Sporting. Em 13 partidas marcou 6 golos, 3 dos quais naquela que constituiu a goleada recorde do futebol profissional em Portugal – 21-0 ao Mindelense para a Taça de Portugal, competição que ajudou a vencer e na qual realizou o último jogo de “leão ao peito”, a 20 de Junho de 1971, num triunfo em Setúbal por 1-0 para a 2ª mão das meias-finais da prova.

Esteve um total de 3 épocas na equipa principal do Sporting. Realizou 63 jogos oficiais e marcou 20 golos. Ganhou 1 Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal. Foi um centrocampista muito interessante, com um futebol técnico, vertical e excelente sentido de baliza.

Depois foi para o Atlético CP – onde jogou 2 anos e terminou a carreira em 1973. Foi 3 vezes internacional A.

Post to Twitter

Deixe o seu comentário